Imagem mostra um soprador térmico sendo usado para remover tinta.
Ultima atualização: 13 de abril de 2021

Como escolhemos

13Produtos analisados

12Horas investidas

8Estudos avaliados

49Comentários coletados

Seja muito bem-vindo! Se você procura mais saber mais sobre soprador térmico, chegou ao artigo ideal! A seguir, traremos todas as informações necessárias sobre essa importante ferramenta!

O soprador térmico não é uma ferramenta doméstica, mas possui utilidade em diversas áreas profissionais. Quer entender como ele pode facilitar o seu trabalho e como escolher o modelo ideal? Então fique conosco!




Primeiro, o mais importante

  • Não existem motivos para ter um soprador térmico para uso doméstico, mas se você trabalha em áreas como modificações automotivas, reforma de móveis e até algumas formas de artesanato, ele pode ser muito importante.
  • É preciso ter uma série de cuidados ao usar um soprador térmico. Vista sempre equipamentos de proteção individual e verifique se não há nada inflamável por perto.
  • Dependendo do tipo de tinta e de materiais usados, o soprador térmico também é uma excelente opção para quem trabalha com serigrafia.

Os melhores sopradores térmicos: Nossas recomendações

Há sopradores térmicos com diferentes potências, capacidades de gerar calor e indicações disponíveis no mercado. A partir de uma consulta com profissionais de variadas áreas, preparamos uma lista com os melhores modelos:

Guia de compra: O que você precisa saber sobre sopradores térmicos?

Para saber se o soprador térmico realmente pode te ajudar e começar a pensar em como escolher um modelo, você precisa de várias informações sobre ele. É o que trazemos no nosso guia de compra!

Imagem mostra uma pessoa usando soprador térmico para aplicar insulfilm.

A aplicação de insulfilm é uma das tarefas do soprador térmico. (Fonte: Bhakpong Rattanasaroj/ 123rf.com)

O que é um soprador térmico e para que ele serve?

O soprador térmico também é chamado de pistola de ar quente e seu formato lembra muito o de uma furadeira. Funciona através de eletricidade e, com o aperto de um gatilho, libera de maneira concentrada ar com temperaturas que podem chegar a 600 graus Celsius.

As aplicações do soprador térmico são variadas, mas acontecem principalmente em situações que uma grande quantidade de calor concentrado podem transformar ou remover materiais. A área de modificações automotivas é uma das que mais o utilizam.

Quais serviços são realizados com um soprador térmico?

Praticamente não existe uso doméstico para um soprador térmico, porém, trata-se de uma ferramenta profissional com muitas aplicações. Conheça algumas:

  • Secagem e remoção de pinturas automotivas: Dependendo da temperatura aplicada, o soprador térmico tem a capacidade de secar ou remover tinta de um automóvel.
  • Colagem de adesivos e películas: Também na área de modificações automotivas, a colagem de películas como insulfilm ou adesivos é feita através do soprador térmico.
  • Remoção de tinta e verniz em móveis: Quem reforma móveis também pode usar o soprador térmico para remover a tinta ou o verniz e aplicar uma nova pintura.
  • Moldagem de plásticos e materiais leves: Com o soprador térmico, é possível moldar plásticos e materiais semelhantes e fazê-los assumir as formas desejadas. Pode ajudar até mesmo com artesanato.
  • Descongelamento: Em lugares frios, é possível que canos, tubos e similares congelem. O soprador térmico é responsável por fazer o descongelamento.
  • Eletrônica: O soprador térmico é indicado para remoção de circuitos integrados e para a aplicação de tubos termo retráteis.

Ainda há outros usos menos comuns do soprador térmico, uma ferramenta consideravelmente versátil.

É perigoso usar um soprador térmico?

O uso protegido e adequado do soprador térmico não é perigoso, mas sem os devidos cuidados há chances de grandes desastres e graves acidentes.

É indispensável usar luva e roupa térmica para manusear um soprador térmico.

Relembramos que o soprador térmico pode alcançar temperaturas de até 600 graus Celsius. Portanto, para manuseá-lo é preciso ter os EPIs (equipamentos de proteção individual) recomendados, sobretudo luvas e roupas térmicas.

Também é importante nunca usar o soprador térmico perto de produtos inflamáveis como álcool, gasolina, querosene e gases perigosos. Faça uma inspeção no local antes de ligar a pistola de ar quente.

Lembre-se de manter o soprador térmico longe do alcance das crianças. Se algum pequeno encontrá-lo e resolver brincar com ele, o resultado pode ser fatal.

É uma boa ideia usar soprador térmico para serigrafia?

Um uso do soprador térmico que causa discussão entre profissionais é o para serigrafia (processo de transferência de tinta de uma tela para camisetas, canecas, cartazes e outros objetos). Alguns o aprovam, outros não.

A grande questão a se analisar é o material com o que você trabalha na serigrafia e qual a resistência térmica que ele possui. Caso ele não seja deformado ou danificado pelas altas temperaturas do soprador térmico, a ferramenta é recomendada.

Portanto, se você pensa em usar o soprador térmico para serigrafia, preste atenção nos tipos de telas e tintas que utiliza e no material para o qual a tinta será transferida. Se houver boa resistência a altas temperaturas, pode seguir em frente. Caso contrário, outros métodos são recomendados.

soprador-termico

É enorme a versatilidade do soprador térmico. (Fonte: kalachevstudio/ 123rf.com)

Quais os acessórios mais importantes para um soprador térmico?

Para que o soprador térmico se adapte à tarefa que você realiza e direcione o ar da maneira correta, é preciso usar uma série de acessórios em sua boca. Existem bocais, manípulos e soldadores, por exemplo.

Há bocais redondos, chatos, em formato de garra e de espátula. Se deseja usar bem a sua ferramenta, você precisa saber quando aplicar cada acessório.

Para te ajudar com essa missão, nós preparamos uma tabela que traz cada um dos acessórios mais comuns para sopradores térmicos e informa quais são os seus usos recomendados:

Acessório Quando usar
Bocal redondo O mais comum: Serve para colar e descolar materiais, descongelar canos e secar tintas
Bocal chato Ideal para colar materiais com mais precisão, sobretudo insulfilm e adesivos. Há um específico para vidros
Bocal garra Indicado para moldar plásticos redondos ou tubulares. Ainda ajuda a desapertar parafusos enferrujados
Bocal espátula (manípulo raspador) Serve para raspar ou retirar tintas de materiais variados. São capazes de remover até carpetes
Soldador Realiza a solda de materiais. É importante sobretudo no ramo de eletrônica

Ao escolher o seu soprador térmico, opte por um modelo que já ofereça um bom kit de acessórios.

Critérios de compra: Como escolher um soprador térmico

O soprador térmico é de uso profissional e, portanto, precisa ser muito bem escolhido. Nós vamos discutir alguns critérios que podem te ajudar a decidir qual é o modelo ideal:

Variação de temperatura

As tarefas realizadas pelos sopradores térmicos normalmente pedem por temperaturas que variam entre 250 e 600 graus Celsius. Se você vai comprar a ferramenta já conhecendo qual será seu uso mais comum, poderá saber qual é exatamente a faixa na qual precisa que ele opere.

Caso as tarefas que você realiza precisem de temperaturas mais altas, é necessário comprar um modelo mais avançado e capaz de alcançá-las. Fique atento nesses dados para não perceber após a compra que o modelo escolhido é insuficiente.

Modelos com maior variação de temperatura são mais versáteis e permitem que uma gama satisfatória de tarefas seja realizada.

Imagem mostra uma pessoa secando pintura automotiva com um soprador térmico.

O soprador térmico é ótimo para secar pintura automotiva. (Fonte: Bhakpong Rattanasaroj/ 123rf.com)

Potência e fluxo de ar

Para alguns dos trabalhos que usam soprador térmico, como descongelamento ou remoção de materiais mais complicados, é preciso um fluxo de ar bastante intenso.

Quanto maior a potência, mais será possível ter um forte fluxo de ar.

O fluxo de ar está intimamente ligado à potência, ou seja, a velocidade com a qual o motor consegue operar. Quanto mais alta, mais intensa poderá ser a distribuição do jato de ar em direção ao objeto em questão.

Mais uma vez, tudo é uma questão de necessidade: Não é todo mundo que precisa de fluxo de ar e potência muito altos, mas é bom conhecer o que o trabalho que você fará com mais frequência pede.

Facilidade de uso e ergonomia

Um bom soprador térmico precisa ser fácil de usar. As regulagens de temperatura e de fluxo de ar devem estar ao alcance para que sejam mexidas e a trocadas sem causarem nenhuma dor de cabeça.

Além disso, a ergonomia é fundamental: Preste atenção se o gatilho fica em uma posição anatômica e se o uso da ferramenta é confortável. É possível até que a região de manuseio seja acolchoada.

Para que seja possível lidar com o soprador térmico por longos períodos de tempo, é preciso que ele tenha um desenho ergonômico e confortável.

Armazenamento e transporte

Quando vendido avulso, o soprador térmico estará mais exposto a batidas, arranhões e quedas, situações que podem danificá-lo. Vale lembrar que se trata de uma ferramenta de trabalho, ou seja, muito usada fora de casa.

O ideal é optar por modelos que acompanhem maletas e estojos, o que facilita armazenamento e transporte e, portanto, aumenta a sua durabilidade e a resistência! Se o soprador térmico escolhido vier avulso, considere comprar uma caixa de ferramentas.

Resumo

Ferramenta profissional de ampla gama de usos, o soprador térmico pode ser aplicado desde o artesanato até diversas indústrias. É preciso reconhecer quais acessórios são importantes para o tipo de trabalho que você executa e optar por um modelo com variação de temperatura e fluxo de ar adequados.

Ao dominar o uso do soprador térmico, você perceberá o quanto ele é uma ferramenta útil. Porém, nunca se esqueça de vestir pelo menos luva térmica e roupa térmica, uma vez que as altas temperaturas podem gerar graves acidentes.

(Fonte da imagem destacada: kalachevstudio/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas