Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

19Horas investidas

6Estudos avaliados

70Comentários coletados

Bem-vindo ao Sweetest Home! O assunto de hoje é serra circular Skil. Se você procura uma ferramenta eficiente e durável para fazer seus cortes em madeira e não pretende gastar muito dinheiro, ela é uma excelente opção!

Vamos falar mais sobre essa ótima marca, comentar quais são seus modelos mais recomendados e debater os porquês de você dever escolhê-la. Afinal, com ferramentas de corte, como é o caso da serra circular, não se deve jamais trocar o certo pelo duvidoso. A Skil, como parte da Bosch, garante qualidade e respeito ao usuário.

Primeiro, o mais importante

  • A Skil é uma marca de ferramentas subsidiária da Bosch. Portanto, leva consigo toda a qualidade e respeito que já conhecemos da empresa alemã.
  • Enquanto a Bosch usa sua logomarca própria em ferramentas profissionais, a Skil é responsável por modelos de entrada, usados principalmente por iniciantes e amadores.
  • As serras circulares Skil são duráveis, fáceis de usar e baratas. O custo-benefício é excepcional para quem faz apenas uso ocasional dessas ferramentas ideais para o corte de madeira.

As melhores serras circulares Skil: Nossa opinião

A linha de serras circulares da Skil conta com modelos considerados “de entrada” que são muito bons para quem dá seus primeiros passos no mundo do corte de madeira ou faz trabalhos apenas eventuais. Abaixo, vamos falar um pouco sobre excelentes opções de compra.

A serra circular Skil mais simples

Se você quer qualidade sem gastar muito dinheiro, a 5200 é a serra circular Skil mais simples. Ela tem potência de 1200 W e alcança 5000 rotações por minuto. Suas principais características são o punho ergonômico, que torna o trabalho sempre mais fácil e confortável, e a função sopro, fundamental para limpeza e bom acabamento.

O modelo intermediário

A 5402 da Skil traz características que se adequam mais a um trabalho próximo ao profissional: 1400 W de potência, 6000 rotações por minuto e profundidade de corte máxima de 64 mm. Tudo isso sem perder as importantes funcionalidades do punho ergonômico, da função sopro e da visibilidade através da placa-base.

Para quem quer uma compra completa

Escolher a serra circular 5402 da Skil é sempre uma ótima pedida. Porém, caso você prefira pode optar pela versão repleta de itens extras, como uma bolsa em nylon que facilita o transporte e o armazenamento e um disco premium capaz de auxiliar em todo tipo de trabalho. Assim, o custo-benefício também será melhor!

Guia de compra

O guia de compra é o setor do nosso artigo no qual selecionamos as perguntas mais frequentes sobre a serra circular Skil e preparamos respostas completas para elas.

Assim, você pode ter a confiança de realmente conhecer o produto no qual está interessado!

Imagem mostra um homem em uma oficina com diversas ferramentas.

A serra circular Skil pode ser parte fundamental de sua oficina! (Fonte: Clark Young/ Unsplash.com)

Qual a reputação das ferramentas Skil?

Ao pensarmos em marcas de ferramentas, provavelmente o nome da Skil não é o primeiro que vem à cabeça. Porém, isso não é um problema. O fato é que ela é uma subsidiária da Bosch, extremamente respeitada em todo o mundo.

A Skil é o selo de “modelos de entrada” da Bosch. Assim, enquanto a marca alemã trabalha em ferramentas para profissionais, com grande potência e tecnologia, sua parceira norte-americana pode se dedicar a quem faz apenas serviços ocasionais ou é iniciante no assunto.

Quando você compra uma ferramenta Skil, garante toda a qualidade, durabilidade e respeito da Bosch, mas em uma versão mais simples e barata. Vale a pena, não é mesmo?

foco

Você sabia que a Skil já foi uma empresa independente? Criada em 1926 por Edmond Michel em New Orleans, nos Estados Unidos, o primeiro produto fabricado por ela foi uma machete motorizada capaz de cortar cana.

A venda da marca para a Bosch aconteceu em 1991. Desde então, a Skil serve como a subsidiária responsável pelas ferramentas de entrada da marca alemã.

Quais as vantagens das serras circulares Skil?

Manusear uma serra circular pode parecer difícil em um primeiro momento. Ainda mais se você não é um profissional. Como a Skil destina seu produto a amadores ou iniciantes, o principal diferencial que ela traz é funcionalidades para tornar o uso mais fácil.

O punho ergonômico faz com que segurar a serra circular seja muito mais tranquilo. A função sopro limpa a mesa e melhora a visibilidade do serviço. A placa-base permite que todo o processo seja assistido sem pontos cegos.

Tudo isso, é claro, com o selo de qualidade da Bosch. Você encontrará peças sem precisar sofrer rodando lojas por ela, terá assistência técnica em todo o país e será o dono de ferramentas que têm excepcional durabilidade.

As ferramentas Skil não possuem alta potência, nem tecnologias de primeira linha. Porém, são destinadas para um nicho do mercado que não faz questão disso, preferindo preços mais baixos. E é exatamente isso o que a marca oferece!

Veja abaixo as principais vantagens e desvantagens das serras circulares Skil:

Vantagens
  • Confiabilidade, respeito e assistência técnica com o selo Bosch
  • Funcionalidades destinadas para quem não tem tanta habilidade no manuseio
  • Alta durabilidade e resistência
  • Preço imbatível
Desvantagens
  • Especificações técnicas abaixo da média
  • São destinadas para um público não profissional

Quais as diferenças entre as serras circulares Skil?

São três os modelos de serra circular oferecidos pela Skil. Da mais simples para a mais avançada, 5200, 5301 e 5402.

Todos contam com as características especiais que ajudam a tornar o trabalho mais fácil: Visibilidade através da placa base, função sopro e punho ergonômico. Assim, independente da escolha você sabe que terá uma ferramenta de simples manuseio.

As mudanças acontecem nas especificações técnicas. Questões como potência, rotações por minuto e capacidade de corte mudam conforme o modelo fica mais avançado. Assim, a 5402 já é bem mais próxima de ser adequada a serviços profissionais que a 5200.

Fisicamente, os três modelos são muito parecidos. Até mesmo em questões como dimensões e peso é difícil conseguir diferenciá-las. Portanto, a grande mudança acontece realmente na capacidade técnica de cada um.

Preparamos uma tabela que compara as principais especificações dos três modelos:

5200 5301 5402
Potência 1200 W 1250 W 1400 W
Disco usado 7 ¼' 7 ¼' 7 ¼'
Capacidade de corte 45 mm a 45º, 65 mm a 90º 45 mm a 45º, 65 mm a 90º 45 mm a 45º, 65 mm a 90º
Rotações por minuto 5000 rpm 5000 rpm 6000 rpm

Como funciona a assistência técnica da Skil?

A assistência técnica da Skil é de excelente nível. Isso porque, como já mencionamos, ela é uma subsidiária da Bosch. Quase toda a rede autorizada para consertar produtos da empresa alemã também serve para a norte-americana.

A Skil conta com mais de 450 oficinas autorizadas no território brasileiro.

São mais de 450 oficinais oficiais autorizadas espalhadas pelo território brasileiro. Basta entrar no site da empresa, digitar o seu CEP e conhecer quais as opções mais indicadas para realizar o serviço necessário.

Os produtos Skil vendidos no Brasil são fabricados em território nacional. Isso traz outro ponto muito positivo: A facilidade para encontrar peças. O próprio site, aliás, oferece um número de telefone que faz o serviço de encomendar possíveis partes que precisem ser substituídas.

Mas na maioria das vezes isso não é necessário, já que os produtos Skil contam com excelente durabilidade. É muito raro que uma serra circular dessa marca dê problemas mesmo após alguns anos de uso.

Quanto custa e onde comprar uma serra circular Skil?

A serra circular Skil mais barata é a 5200. Seus valores médios estão entre R$ 300 e R$ 350. Não existe muita diferença para a 5301, de custo apenas um pouco superior. Por sua vez, a 5402 pode ser encontrada por entre R$ 400 e R$ 550.

Lojas de ferramentas, materiais de construção e serviços para a casa são ideais para a compra de uma serra circular Skil. Revendas autorizadas também são uma possibilidade. Porém, nossa recomendação é a compra pela internet, na sempre segura Amazon brasileira. Considere ainda Amazon internacional e Mercado Livre.

Critérios de compra: Fatores para a escolha de uma serra circular Skil

Agora que você já conhece as diferenças entre as serras circulares Skil e as vantagens de escolher essa marca, vamos tocar em algumas questões importantes para a compra do modelo ideal. Selecionamos quatro critérios:

Abaixo, falamos com mais profundidade sobre cada um deles.

Potência

A especificação técnica de maior variação entre as três serras circulares da Skil é a potência. A 5200 oferece 1200 W, a 5301, 1250 W e a 5402 chega a 1400 W.

É importante ter uma serra circular com potência elevada apenas quando os trabalhos a serem feitos são mais pesados ou precisam de velocidade. Um número maior permite que a mesma peça de madeira seja cortada em um tempo inferior, o que facilita produções em larga escala.

Porém, como as serras circulares da Skil são mais indicadas para trabalhos eventuais, a medida de potência acaba não sendo tão fundamental.

Imagem mostra uma pessoa usando uma serra circular Skil em um pedaço de madeira.

A serra circular Skil pode fazer um ótimo trabalho em madeiras comuns. (Fonte: 15299/ Pixabay.com)

Compatibilidade de disco

Para funcionar adequadamente, uma serra circular precisa de um disco de corte. É possível encontrar esses utensílios em diversos tamanhos e, é claro, eles precisam se adaptar à ferramenta.

Todas as serras circulares da Skil usam discos de 7 ¼' polegadas

Todos os três modelos de serras circulares skil usam discos com diâmetro de 7 ¼' polegadas. Portanto, mesmo que você compre um acessório que não seja da mesma marca, precisa se atentar para não errar no tamanho.

Se eventualmente você precisar de discos maiores, que costumam levar a uma profundidade de corte superior, será necessário optar por uma serra circular de outra marca, preferencialmente a Bosch.

logo

Itens extras

A primeira escolha a ser feita é qual dos três modelos de serra circular Skil será comprado. Em seguida, se ele virá sozinho ou acompanhado de itens importantes.

Entre os itens mais fundamentais que podem acompanhar uma serra circular Skil, destacamos uma maleta ou bolsa para armazenamento e transporte, discos de corte de qualidade e eventualmente até alguns equipamentos de proteção individual.

Quanto mais itens extras acompanharem a serra circular, melhor será o custo-benefício.

Voltagem

Nenhuma das três serras circulares da Skil é bivolt. Por isso, você precisará se atentar em qual é a voltagem da sua cidade antes de finalizar a compra. Há duas possibilidades: 110 e 220 V.

Compre uma serra circular Skil compatível com a voltagem do seu local. Caso contrário, ou ela não irá funcionar, ou irá queimar, comprometendo totalmente o seu investimento. A única outra solução é usar um transformador, mas convenhamos que isso não é muito prático.

(Fonte da imagem destacada: schan/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.