Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

16Horas investidas

4Estudos avaliados

55Comentários coletados

Bem-vindo ao Sweetest Home, o seu manual de compras de ferramentas online. Hoje é dia de aprender sobre como comprar um regulador de tensão, o produto responsável por manter a tensão no limite estabelecido por sistemas elétricos ou baterias.

Desde pequenos equipamentos até grandes máquinas podem precisar de um regulador de tensão para trabalhar. Só que comprar o modelo errado de acordo com seu tipo de trabalho é inseguro. Para não errar na escolha veja agora o Guia de Compras.

Primeiro, o mais importante

  • Regulador de tensão trabalha em uma temperatura que pode ir de -40C a até 85C.
  • Tenha atenção aos limites de entrada e saída antes de comprar um regulador de tensão.
  • Alguns modelos estão disponíveis para você montar na sua casa ou oficina.

Melhores reguladores de tensão: Os favoritos da redação

Após uma pesquisa que considerou os principais atributos técnicos a equipe do Sweetest Home reuniu para você uma lista com escolhas que fazem sucesso no mercado:

Para um perfeito ajuste

Também funcionando como um conversor DC, este regulador de tensão pode ter a saída ajustada de 1.5v (volts) a até 35v, com uma entrada que aguenta 40v. Vale destacar os 150KHz (quilohertz) na velocidade de comutação (processo de interligar dois ou mais pontos entre si). Se trata da perfeita opção para aplicar nos circuitos com sensor superior a 5v de saída.

Na busca de rendimento energético

É a escolha certa para quem se preocupa em reduzir o consumo de energia e não ter problemas na hora da aplicação nos equipamentos de aeromodelismo, arduino e energia solar. Esta representa uma estrutura dedicada DC / DC, um regulador móvel com máximo de tensão de entrada em até 23v e 17v na saída máxima. Produção resistente ao ponto de funcionar sem problemas em extremas temperaturas industriais.

No caminho autodidata

Esta produção serve para ser montada por você mesmo, desafiando assim as suas capacidades de eletrônica. A corrente máxima é executada em saídas ajustáveis que podem ir de 0v a até 30v. Ao seguir o manual você consegue realizar a montagem do produto que trabalha com ajuste contínuo de pressão e possui LED para identificar o funcionamento, além de proteção contra curtos.

Guia de Compra

Televisores, refrigeradores, condicionadores e produtos eletrônicos sensíveis às vezes podem exigir um regulador de tensão para funcionarem adequadamente, sem desligarem de forma repentina por causa de problemas na tensão.

Aprenda mais adiante as melhores informações para orientar a sua compra de regulador de tensão:

Um eletricista realiza uma instalação em uma tomada.

A instalação do regulador de pressão deve ser feita por eletricistas. (Fonte: jarmoluk / Pixabay)

O que é um regulador de tensão?

Composto por semicondutores com circuitos integrados, o regulador de tensão é uma peça que tem diferentes tamanhos. Esta produção trabalha com objetivo de manter a tensão do gerador de energia abaixo da limitação dos sistemas elétricos ou de bateria.

Via de regra, reguladores de tensão não geram energia. Um outro mandamento do regulador de tensão é que há entrada superior de energia para uma saída inferior. De acordo com o tipo de projeto este produto pode regular um ou mais tensões de corrente alternada (AC) e corrente contínua (DC).

SENAI-SPServiço Nacional de Aprendizagem Industrial

"Reguladores de pressão são utilizados para regular a tensão fornecida por uma fonte de alimentação linear, independentemente das variações de tensão que possam ocorrer na rede de energia elétrica.(1)"

Como funciona um regulador de tensão?

Terra, entrada e saída, estes são os 3 terminais que há na grande parte dos reguladores de tensão. Os circuitos da peça trabalham para que o valor de saída seja menor do que a energia de entrada.

Fabricantes especificam os limites de entrada e saída dos aparelhos, assim como a corrente máxima. Se a saída for superior do que a entrada em tensão o aparelho não funciona da forma correta.

Quais são as vantagens de um regulador de tensão?

Os maiores reguladores de tensão estão presentes nas próprias fontes energéticas.

Já os modelos médios e pequenos estão presentes para diferentes formas de aplicações: Ar-condicionado inverter, geladeira e até televisores podem precisar de menos tensão para funcionar adequadamente, conforme as características da fonte de energia.

Os problemas de tensão podem gerar faísca, dificuldade de ligar equipamentos e até desligamentos inesperados de aparelhos – situações estas evitáveis quando você tem um regulador de tensão. Mais prós e contras a seguir:

Vantagens
  • Diferentes níveis de saída ou entrada
  • Quase 100% de eficiência
  • Funciona em temperaturas industriais
  • Móvel
  • Disponível em kits
  • Diversos tamanhos
Desvantagens
  • Requer conhecimento técnico para instalar
  • É preciso usar equipamentos de segurança na instalação
  • Evita desligamentos repentinos dos aparelhos

Regulador de tensão CI ou módulo regulador de tensão? Qual é a diferença?

É preciso conhecer as diferenças entre estas duas versões para você evitar enganos na hora de realizar a sua compra.

Regulador de tensão CI: São produções pequenas projetadas em componentes discretos com circuitos integrados (CI). Além de ocuparem menos espaços, estas edições são consideradas menos custosas no preço de mercado.

Módulo regulador de tensão: Possui como característica especial o fato de ser ajustável facilmente, respeitando as limitações impostas por fabricantes. É uma produção compacta e de dissipadores dimensionados com qualidade.

De acordo com as necessidades do seu equipamento o módulo é útil por ter sistemas de proteção e até LED para indicar o funcionamento. Note melhor as diferenças entre os formatos na respectiva tabela:

Regulador de tensão CI Módulo regulador de tensão
Formato Quadrado pequeno e fechado com algumas saídas Quadrado aberto e um pouco maior
Ajuste É preciso trocar o regulador para ajustar a tensão Ajusta na próprio aparelho
Preço Barato De barato a até médio
Proteção contra curto-circuito Não Sim
LED Ausente Presente
Precisão Superior Inferior
Segurança Menos Mais

Quanto custa e onde comprar um regulador de tensão?

Se considerar reguladores de tensão menores, como os explicados na seção anterior, você paga um preço que pode ir de R$ 2 a até R$ 20.

Ao comprar os kits com 10 ou mais reguladores você economiza por unidade.

Os módulos são mais caros por possuírem componentes extras e uma estrutura repleta de adicionais relacionados com segurança. Ao comprar os kits com 10 ou mais reguladores você economiza por unidade, podendo revender.

Armarinhos Fernando, Leroy Merlin, C&C e outras lojas de ferramentas vendem o produto. Tenha mais opções de escolhas ao comprar regulador de tensão online. No site da Amazon Brasil há dezenas de ofertas. Ache também versões no Mercado Livre.

Critérios de Compra: Fatores para comparar os modelos do regulador de tensão

Entre tantas ofertas no mercado você pode comprar algo muito potente quando na verdade não precisa gastar muito dinheiro para ter tanta potência, ou vice-versa.

Coloque em prática os seguintes critérios na hora de comparar ofertas para não desperdiçar dinheiro com a escolha do produto errado:

  • Código
  • Capacidade
  • LED
  • Curto-circuito

O significado de cada critério será revelado adiante:

Código

Alguns reguladores CI são numerados de acordo com algumas numerações específicas que se referem às características técnicas do modelo/

Por exemplo, nas séries de 7800 e 7900 os dois primeiros números querem dizer se a produção deve ser usada em tensões positivas (78) ou negativas (79).

Já os dois últimos números representam a tensão de saída regulada. Veja alguns exemplos: 7824 (24v) e 7810 (10v).

Os circuitos de um regulador de tensão.

Para funcionar de modo perfeito o regulador de tensão precisa ter ao menos 2v superiores na tensão de entrada do que à saída. (Fonte: olafpictures / Pixabay)

Capacidade

É preciso ter atenção aos limites do regulador com relação à entrada e saída. Se a fonte de energia oferece tensão acima dos 33v você deve ter um dos reguladores que possuem a capacidade de entrada em até 34v, por exemplo.

Um modelo maior não é mais potente do que o menor, necessariamente. A mesma regra funciona para o caso da saída que precisa ter uma taxa de voltagem corresponde ao limite do equipamento alimentado pela energia.

Um regulador de tensão.

Compre o regulador de tensão no tamanho certo conforme o espaço reservado no projeto. (Fonte: akiragiulia / Pixabay)

LED

Em algumas versões de módulo regulador de tensão mais avançadas que custam preços superiores existe a presença de LED que serve como uma espécie de indicador para fornecer segurança quanto ao desenvolvimento do funcionamento da peça.

Há modelos LED que servem para indicar quando o regulador está funcionando, o que diminui as necessidades de testes na instalação. Também existem as indicações sobre a sobrecarga que pode danificar os equipamentos.

Curto-circuito

Um detalhe técnico que não funciona de forma correta às vezes gera curto-circuito. Para ter mais segurança, em principal no uso de fontes que variam bastante na tensão, vale a pena adquirir os modelos que possuem uma proteção superior contra os curtos.

O superaquecimento é um dos problemas que podem gerar os temidos curtos!

Em versões mais robustas de módulo regulador de tensão existe a presença de um pequeno sistema de dissipador de calor, que inclusive pode estar acompanhado pela presença de uma ventoinha para evitar excessos de temperatura.

(Fonte da imagem destacada: gyddik / 123rf)

Referências (1)

1. Sistemas eletrônicos projeto. 1° Edição. 2014. Senai SP
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Curioso por natureza, Renato tem muito interesse no universo das ferramentas. Por isso, estudo a fundo e compartilha com os leitores do SweetestHome suas descobertas.
Estudo
Sistemas eletrônicos projeto. 1° Edição. 2014. Senai SP
Ir para a fonte