Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

16Produtos analisados

18Horas investidas

3Estudos avaliados

73Comentários coletados

Bem-vindo! Hoje o Sweetest Home selecionou para você os melhores modelos de réchaud do mercado, além de uma análise completa para que você escolha o melhor modelo para a sua cozinha.

Para quem gosta de receber amigos ou familiares com uma bela refeição, manter os pratos quentes é algo essencial para garantir o sucesso de almoços e jantares. Veja essas e outras vantagens em nosso artigo.

Primeiro, o mais importante

  • Boa parte dos modelos de réchaud servem apenas para manter os pratos aquecidos. Porém, algumas opções permitem que você faça o preparo das receitas no aparelho.
  • Existem réchauds feitos em inúmeros materiais, que são indicados para diferentes tipos de alimentos.
  • Para quem deseja um maior controle sobre a temperatura do equipamento, existem réchauds elétricos, que permitem o ajuste de calor.

As melhores opções de réchaud: Os favoritos da redação

Item essencial para quem gosta de receber um número maior de pessoas, os réchauds ajudam a manter os alimentos aquecidos após o preparo. Mas, se você está um pouco perdido na hora de escolher o melhor, confira a nossa seleção.

Perfeito para caldos e sopas

Para quem procura um modelo mais fundo, recomendado para pratos caldosos, como sopas ou a tradicional feijoada, o modelo da Brinox possui o formato de caçarola com 5,7 litros de capacidade, que pode ser aquecida através de banho maria.

Para preparar e aquecer refeições

Com uma chapa de ferro fundido de 25 x 35 centímetros, este modelo permite que você não apenas mantenha sua refeição aquecida, mas também prepare grelhados diante de seus convidados.

O modelo ideal para queijos

Se você deseja levar a tradicional tábua de frios a outro nível, o réchaud Bom Gourmet é a opção ideal para servir o queijo brie sem o risco de queimar. Para facilitar, a peça de cerâmica pode ser lavada em lava-louças.

Guia de compra

Em recepções domésticas ou grandes festas, os réchauds são peças fundamentais para manter todos os pratos a serem servidos na temperatura perfeita durante todo o tempo da recepção.

Para não errar na escolha, preparamos um guia de compra completo, com todas as informações que você irá precisar antes de escolher um réchaud para a sua cozinha. Confira a seguir.

Imagem de pessoas servindo-se em buffet montado sobre a mesa.

Uma excelente forma de servir e manter vários pratos aquecidos é utilizando réchauds. (Fonte: Congerdesign/ Pixabay.com)

Como incorporar o réchaud para elevar o nível do meu evento?

Os réchauds são excelentes complementos para quem gosta de servir seus pratos no estilo americano.

Nestes casos, é comum que os pratos sejam servidos no estilo de buffet e cada convidado serve-se sozinho, o que os torna perfeito para eventos mais informais.

Por manter as refeições aquecidas, os réchauds permitem que seus convidados fiquem mais à vontade para desfrutar da refeição sem pressa — e que você fique despreocupado em reaquecer os pratos.

E não podemos ignorar que alguns modelos são praticamente obras de arte, independente do estilo que você prefira dar a sua festa. Eles certamente vão brilhar na decoração.

Quais as vantagens e desvantagens de um réchaud?

Graças a um sistema de aquecimento, os réchauds mantêm suas receitas prontas na temperatura perfeita para ser servida por um longo tempo, bastando apenas garantir a correta alimentação do aparelho.

Por isso, estes equipamentos são recomendados para refeições mais longas ou festas, já que assim você não precisa se preocupar constantemente com a qualidade do alimento.

Além disso, algumas opções permitem que você, inclusive, faça o preparo do prato diretamente no réchaud. Desta forma, você pode preparar algo especial diante de seus convidados, impressionando-os com suas habilidades.

Porém, existem algumas desvantagens neste produto. Alguns materiais, como o ferro, exigem uma manutenção especial, para evitar que se danifiquem conforme o uso.

Outro ponto é que caso você deseje alugar este tipo de equipamento, a locação pode ter um custo elevado. Neste caso, vale comparar o valor de compra ao de locação, pois muitas vezes é mais econômico comprá-lo que o alugar.

Vantagens
  • Mantêm a refeição aquecida
  • Ideal para recepções e festas
  • Recomentados para inúmeros tipos de preparo
  • Existem múltiplas opções de aquecimento
  • Existem opções que permitem o preparo do alimento
  • Fácil limpeza e manutenção
Desvantagens
  • Alguns materiais exigem manutenção especial
  • Podem ser caros para alugar

Quais os diferentes tipos de réchaud?

Para manter as suas receitas aquecidas, os réchauds necessitam de uma alimentação própria para manter o seu calor. Por isso, conhecer as diferentes formas de aquecimento podem auxiliar você a escolher o modelo ideal.

Os réchauds elétricos são recomendados para quem deseja realizar as receitas no próprio equipamento, já que nestes modelos é possível realizar o controle da temperatura, elevando-a ao ponto ideal do preparo.

Modelos a gás são indicados para quem necessita manter os alimentos aquecidos por um longo tempo, algo comum em festas maiores e restaurantes. Outra vantagem é que, além de ser controlado, os réchauds a gás permanecem aquecidos por tempo indeterminado.

Perfeito para peças menores, o aquecimento a vela costuma ser indicado para réchauds utilizados no preparo de queijos e chocolates, já que estes alimentos não precisam de calor intenso para manter a temperatura.

Já os réchauds alimentados a álcool precisam de um cuidado especial, já que costumam gerar um calor intenso. Por isso, é preciso ficar atento para que o alimento não queime depois de um tempo.

Também é preciso ficar atento com a duração da chama, já que o réchaud a álcool começa a esfriar quando acaba o combustível. Então, fique atento se a chama segue acesa, para evitar servir um prato frio aos seus convidados.

Elétrico A gás A vela A álcool
Indicação de uso Ideal para preparo e aquecimento Indicado para restaurantes e festas Perfeito para porções menores Recomendado para festas
Durabilidade do calor Aquece enquanto estiver ligado Mantém aquecido por tempo indeterminado É o modelo de menor durabilidade de calor Calor intenso, porém de baixa duração
Permite controle de temperatura? Sim Sim Não Não

Como escolher o tipo de cuba adequada para o réchaud?

Cada tipo de preparo requer uma forma especial para ser servida.

Além disso, o formato da cuba pode influenciar diretamente na preservação do calor e do aroma de seus preparos; então selecionar a cuba perfeita é essencial para a experiência dos seus convidados. Confira agora os principais tipos de cubas disponíveis no mercado:

  • Cuba simples: São os modelos mais comuns do mercado. Costumam ter o formato retangular e servem a maior parte dos pratos.
  • Cuba dupla: Recomendadas para servir dois pratos de uma vez.
  • Cuba estilo caçarola: Perfeitas para servir sopas e ensopados, já que comportam um maior volume de caldo.
  • Chapa: Modelo ideal para servir carnes.
  • Cuba para queijos: Desenvolvida especialmente para servir queijos aquecidos, já que distribuem o calor de forma igualitária, evitando que queime, e possuem uma proteção para evitar que o queijo derretido derrame.

Quais cuidados eu devo ter na higienização e manutenção do réchaud?

Uma das principais vantagens dos réchauds é que estes equipamentos podem ser facilmente desmontados, facilitando assim o processo de higienização e limpeza.

A facilidade para desmontar ajuda o processo de higienização e limpeza.

Porém, apesar de simples, é preciso estar atento ao material do revestimento do réchaud e as instruções do fabricante.

Réchauds com alimentação elétrica costumam possuir partes que não podem ser molhadas, para evitar algum possível dano ao sistema de aquecimento do aparelho.

Já as peças com revestimento antiaderente precisam ser lavadas com atenção especial, utilizando uma esponja macia e não abrasiva, para evitar danos ao acabamento do produto.

Critérios de compra: O que avaliar antes de comprar réchaud

Se você faz parte do time que adora receber amigos e parentes para reuniões em casa, certamente deve estar determinado a adquirir um réchaud para chamar de seu.

Muito mais que pequenos fogareiros, os réchauds são responsáveis por auxiliar você a tornar os encontros com amigos muito mais gostosos, com pratos sempre quentinhos.

E para ajudar você a escolher, selecionamos os principais critérios aos quais você deve ficar atento antes da compra.

Tipo de aquecimento

Os réchauds dependem de fontes de alimentação externa para garantir a manutenção dos alimentos quentes, e elas influenciam tanto na durabilidade do calor quanto no controle sobre a temperatura.

Modelos com aquecimento elétrico ou a gás permitem que você conte com muito mais precisão no controle da temperatura da cuba, evitando assim que o seu prato fique ressecado ou até mesmo queime depois de servido.

Já os modelos alimentados a álcool possuem pouco controle sobre a intensidade do calor, que tende a ser elevada. Por isso, é importante ter um cuidado especial com estes preparos, para que não passem do ponto.

foco

Você sabia que o termo “réchaud” tem origem francesa e significa fogão?

Material

Existem inúmeros materiais e acabamentos que podem ser utilizados na produção de réchauds.

A versão mais comum do mercado é produzida em inox, que pode ser aquecida com um fogareiro ou de forma elétrica.

No caso do aquecimento elétrico, é comum que ele ocorra através de banho-maria, onde a água depositada na parte inferior da cuba mantém-se quente, garantindo que o alimento fique aquecido.

Os réchauds produzidos em ferro costumam ser utilizados para o preparo de carnes e peixes, já que retém uma maior intensidade de calor.

Além disso, algumas opções contam com a chapa removível, transformando a peça em um pequeno fogão.

Existem ainda modelos produzidos em cerâmica, que são recomendados para preparos de baixa temperatura, como o aquecimento de queijos e chocolates.

Imagem de três mulheres compartilhando uma refeição de fondue de queijo em réchaud de cerâmica

Os réchauds de cerâmica são recomendados para refeições que precisam de aquecimento lento e contínuo, como os foundues. (Fonte: Ron Sumners i/ 123rf.com)

Dimensões

O tamanho dos réchauds é fator determinante para você escolher qual o tipo de refeição irá servir no equipamento.

Para preparos com poucos líquidos, as opções tradicionais, mais rasas, podem ser eficientes para manter os pratos aquecidos.

Porém, preparos em que o volume de líquidos é maior, como em feijoadas, é preciso buscar opções com maior espaço interno, para que o caldo não transborde ou derrame durante o serviço.

Além disso, vale ressaltar que recipientes mais largos permitem com que o caldo dos alimentos evapore mais facilmente, enquanto os mais fundos ajudam a manter os líquidos.

Então, se você quer evitar que seu prato fique ressecado, opte por servir em réchauds mais fundos. Veja abaixo outros utensílios que podem salvar sua vida em uma festa:

Formato

Se antes os réchauds eram sinônimo de uma peça retangular, em inox e completamente forma, hoje é possível encontrar equipamentos nos mais diversos formatos.

Quadrados, redondos, ovalados, em formato de caçarola e até como chapas, existem réchauds específicos para inúmeros preparos, para que você não precise se preocupar em adaptar suas receitas aos equipamentos.

Então, antes de comprar, uma boa dica é analisar quais os preparos você realiza com mais frequência e qual o formato melhor se adapta a eles. Assim você fará uma compra muito mais aproveitável.

Imagem réchauds de formato redondo, imitando caçarolas

Réchauds que imitam caçarolas são perfeitos para servir sopas e caldos. (Fuente: Ildgo/ Pixabay.com)

Número de cubas

As cubas nada mais são do que recipientes que são encaixados ao corpo do réchaud e responsáveis pelo armazenamento dos alimentos.

Elas podem ter vários tamanhos, funcionalidades e serem produzidas em uma infinidade de materiais, como vimos nos tópicos anteriores.

E aqui as opções são inúmeras. Você pode encontrar desde os réchauds com cubas únicas, até aqueles maiores, com várias delas, podendo variar até mesmo no estilo, com cubas vazadas, por exemplo, ótimas para verduras.

Alguns modelos até permitem a personalização do espaço, permitindo que você troque as cubas de acordo com sua necessidade.

Então, se você espera por uma grande festa, vale a pena investir em modelos que acomodem mais de uma cuba.

(Fonte da imagem destacada: Counselling/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Redatora e psicóloga, é uma entusiasta de gadgets, jogos e utilidades. Adora escrever e experimentar inovações que podem tornar a vida mais prática.