Na foto um processador de alimentos com uma couve-flor atrás.
Ultima atualização: 2 de junho de 2021

Como escolhemos

10Produtos analisados

18Horas investidas

3Estudos avaliados

66Comentários coletados

Seja bem-vindo! Para fazer deliciosas receitas é fundamental ter em mãos os utensílios de cozinha corretos, pois assim os preparos se tornam mais rápidos e tudo sai como o planejado. E diversos são os produtos que fazem a diferença na cozinha e o processador de alimentos é um deles.

O processador é capaz de triturar, misturar, cortar, fatiar e realizar diversos outros processos. Com isso, deixa os alimentos prontos para serem usados nas mais diversas receitas. Logo, se você está procurando por esse aparelho, saiba que a seguir vamos explicar todos os detalhes sobre ele.




Primeiro, o mais importante

  • O processador de alimentos é um produto muito prático que pode ser usado para o preparo de molhos, sopas, temperos e muito mais.
  • Existem as versões tradicionais desse aparelho e os mini processadores, que são bastante compactos e ideais para poucos alimentos.
  • Dentre os critérios que devem ser analisados na hora de adquirir um processador de alimentos destacam-se a sua potência e capacidade.

Melhores processadores de alimentos: nossas recomendações

Por ser um produto bastante comum, o processador de alimentos é produzido por diversas marcas e está disponível em inúmeros modelos. No entanto, não é fácil de saber quais possuem boa qualidade. Por isso, abaixo fizemos uma seleção com as melhores opções, confira:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre o processador de alimentos

Com certeza você já ouviu falar sobre o processador de alimentos e sabe o quanto ele pode ser útil no dia a dia da cozinha. Porém, ainda existem algumas dúvidas sobre esse produto e preparamos esse guia de compra para responder as perguntas mais comuns sobre ele.

Na foto uma mulher sentada recebendo um beijo na bochecha de um homem com um prato de macarrão na mesa.

O processador de alimentos é um produto que auxilia no preparo de molhos para macarrão. (Fonte: Gary Barnes / Pexels)

Quais são as funções de um processador de alimentos?

O processador de alimentos pode ser um produto muito útil para tornar a sua rotina na cozinha mais prática.

Nele encontram-se lâminas que giram em alta velocidades e são capazes de picar, triturar, cortar, moer e, é claro, processar tudo o que é colocado no seu interior.

Graças a isso, consegue-se preparar sopas, temperos, molhos e muitas outras receitas de maneira mais eficiente e rápida.

Processador ou multiprocessador de alimentos: Qual o melhor?

Quando se busca por um processador de alimentos é muito comum aparecerem também opções de multiprocessador. Nesse momento surge a dúvida sobre qual produto deve-se adquirir.

O processador vem com basicamente um modelo de lâmina e, por mais que seja muito eficiente, somente é capaz de realizar um tipo de processo nos alimentos.

Já o multiprocessador costuma vir acompanhado de diversos acessórios. Com isso, existem modelos que conseguem também liquidificar, espremer frutas, bater massas e muito mais.

Por ser mais completo, o multiprocessador de alimentos apresenta um valor mais alto do que o processador e também ocupa mais espaço no armário.

Logo, deve-se analisar qual produto vale mais a pena. Se você já possui um espremedor de frutas e liquidificador, por exemplo, não tem porque gastar mais do que o necessário para adquirir um multiprocessador.

Processador de alimentos Multiprocessador de alimentos
Funções Processar os alimentos Pode ser usado para processar, liquidificar e muito mais
Tamanho Costuma ser mais compacto e não vem com muitas peças É maior e vem com diversos acessórios
Preço Custa mais barato É mais caro

Qual a diferença entre processador de alimentos e liquidificador?

O liquidificador e o processador de alimentos são dois utensílios de cozinha muito práticos para o dia a dia e que apresentam funções bastante diferentes.

Como o próprio nome diz, o liquidificador age liquidificando os alimentos, ou seja, os deixando líquidos e completamente homogêneos. Deste modo, pode ser utilizado para o preparo de bolos, tortas, sucos e outras receitas.

Já o processador de alimentos apresenta um número maior de funções e serve para triturar, picar, fatiar e até mesmo moer os ingredientes. Com isso, em alguns casos pode substituir o uso de facas e moedores e ser utilizado para o preparo de temperos, sopas e molhos, por exemplo.

Como usar um processador de alimentos?

Outro grande ponto positivo do processador de alimentos é que esse é um aparelho fácil de usar. Graças a isso, até quem não tem muita prática com utensílios de cozinha se beneficia com ele.

Dessa forma, abaixo preparamos um passo a passo para que você possa usar corretamente esse produto.

  1. Inicie com a montagem do seu processador, de acordo com as orientações do fabricante, e em seguida o ligue na tomada.
  2. Separe os alimentos que serão processados e, caso estejam em pedaços grandes, corte-os um pouco.
  3. Coloque os alimentos dentro do processador e tampe.
  4. Aperte o botão de ligar do produto e selecione a velocidade desejada, se existir essa opção.
  5. Se for preciso inserir mais alimentos no processador utilize o tubo presente na tampa para isso.
  6. Aguarde até que tudo fique processado e desligue o aparelho.

Na foto uma pessoa colocando manteiga em um processador de alimentos.

Usar um processador de alimentos é muito fácil e em poucos minutos os alimentos já estão processados. (Fonte: Jan Schneckenhaus / 123rf)

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar os modelos de processador de alimentos

Para escolher o processador de alimentos ideal de acordo com as suas necessidades é preciso fazer uma avaliação precisa a respeito desse produto. Portanto, abaixo te mostramos quais critérios deve-se levar em consideração na hora da compra.

Potência

A potência é uma característica muito importante em um processador de alimentos. Isso porque ela é a responsável por dar à ele a força necessária para executar a sua função.

Dessa forma, existem modelos com potências que começam em 100 watts e chegam a até 1.200 watts. Porém, a maioria das opções fica entre 700 e 800 watts.

Com relação a isso, tenha em mente que processadores com menos de 600 watts de potência não são muito recomendados, mesmo para uso doméstico. O motivo disso é que eles apresentam maior dificuldade em processar os alimentos e podem não ser eficientes.

Assim, os modelos que ficam entre 600 e 800 watts são os mais indicados, pois apresentam um bom desempenho.

Todavia, se a ideia é adquirir um aparelho de alta potência e que tenha um funcionamento avançado, invista nos de 1.200 watts ou mais.

Você sabia que alguns modelos de processador de alimentos tem funcionamento manual?

Isso acontece com os mini processadores, que são pequenos e não utiliza energia elétrica para processar os alimentos.

Velocidades

Muitos processadores de alimentos mais simples funcionam com apenas uma velocidade, o que não quer dizer que sejam produtos ruins.

Porém, algumas opções funcionam com duas ou mais velocidades e esse é um recurso interessante, pois dependendo da dureza do alimento pode ser necessário usar uma velocidade mais alta para processá-lo.

Capacidade

O processador de alimentos pode ser encontrado para comprar em diversos tamanhos e é fundamental se atentar a esse detalhe para não se arrepender da compra.

De um modo geral, existem opções com compartimentos que se iniciam em cerca de 300 ml, sendo esses considerados mini processadores, e outras que podem chegar a até 3,7 litros.

Qual escolher depende da quantidade de alimento que você costuma processar de uma vez só.

Para pequenos preparos as opções de até 1 litro são eficientes, sendo que em muitas situações até as de 300 ou 500 ml suprem bem as necessidades.

Já para famílias de até 4 pessoas recomendam-se os modelos com compartimento de capacidade de 1,5 litros, em média.

No entanto, para um uso profissional ou para o caso de se cozinhar para um número maior de pessoas, faz mais sentido investir nos processadores de grande capacidade.

Na foto um prato com macarrão.

Se a ideia é usar o processador para fazer pequenas quantidades de comida os modelos menores são os mais indicados. (Fonte: Danijela Prijovic / Unsplash)

Recursos adicionais

Além de todas as características que citamos acima, vale a pena saber que muitos processadores oferecem recursos adicionais que podem facilitar ainda mais o seu dia a dia.

Pensando em segurança, existem modelos que contam com travas que servem para evitar acidentes. Normalmente essa trava está relacionada ao encaixe e caso o aparelho não esteja bem encaixado não irá funcionar.

Há também opções que possuem um porta fio na sua base. Graças a isso, é possível guardar o aparelho de forma mais organizada.

Portanto, se esses detalhes são interessantes para você invista em modelos que os possuem.

Resumo

O processador de alimentos pode ser um produto muito útil se você adora fazer receitas diferentes.

Nesse artigo reunimos as informações mais relevantes sobre ele e ainda demos todas as dicas para escolher o processador ideal.

Se gostou desse conteúdo não deixe de o compartilhar com os seus amigos, agradecemos pela visita!

(Fonte da imagem destacada: YASUHIRO AMANO / 123rf)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas