Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

11Produtos analisados

14Horas investidas

2Estudos avaliados

43Comentários coletados

Bem-vindo ao Sweetest Home! Hoje vamos falar tudo sobre um produto indispensável onde quer que haja comida. Na cozinha, na sala de estar, na mesa de restaurante ou na copa do escritório, um porta guardanapo é necessário.

Todo mundo já deve ter passado por uma situação em que pegar um guardanapo do pacote sem sujar as outras folhas (nem o pacote em si) parecia mais difícil do que levantar da mesa, ir até o banheiro e lavar as mãos. Com um porta guardanapo, a solução é muito fácil, além de mais bonita.

Tamanho é o sucesso do produto que chega a ser difícil escolher um entre as centenas disponíveis. Por isso que no Guia a seguir você encontrará informações valiosas, como os melhores modelos, os diferentes tipos, os preços, entre outras informações que com certeza irão te ajudar a escolher o porta guardanapo ideal.

Primeiro, o mais importante

  • Antes de escolher o seu porta guardanapo, saiba em qual ambiente ou situação em que deseja usá-lo. Essas informações são primordiais para encontrar o modelo mais adequado.
  • Há uma grande variedade de tipos de porta guardanapo: verticais, horizontais, anéis, dispensadores…e cada um encaixa melhor num ambiente e /ou num evento específico.
  • Seu preço varia muito (mas muito mesmo), de R$ 5 à R$ 500, principalmente pelo seu material, seu design e até sua funcionalidade.

Ranking: Os 4 melhores modelos de porta guardanapo

Comprar um porta guardanapo é uma tarefa simples. Mas com tanta variedade de modelos pode surgir uma indecisão. Por isso, escolhemos os melhores modelos disponíveis no mercado, notando seu material, design e custo-benefício. Confira o ranking abaixo:

1º - Porta Guardanapos Bambu - Yoi

O melhor custo benefício fica com o modelo horizontal da Yoi. Por um preço mediano, temos um produto elegante e funcional. Com 19 cm quadrados, o modelo é feito de bambu, material leve, bonito e resistente, não risca, nem escurece facilmente.

O pulo do gato é que vem com agentes antifungos e antibactérias, aumentando, e muito, a vida útil do produto.

2º - Porta Guardanapo de Prata - Rojemac

O porta guardanapo da Rejac é pura elegância, feito em prata, trabalhado nas linhas retas e curvas e ainda por cima pintado em prateado.

Mas o modelo também é funcionalidade, amplo, com 18 cm por 18 cm, podendo os guardanapos serem colocados na vertical ou na horizontal.

3º - Porta Guardanapo Aço Inox - Tramontina

O modelo da Tramontina tem sua principal força e principal charme no brilho do aço inox. Isso o faz resistente e duradouro, contanto que lavado apenas com sabão e uma esponja macia, como o próprio fabricante ressalta.

Vindo da linha ciclo, o modelo de 19 cm x 17 cm é todo trabalhado nas curvas nas bordas superiores e na alça também, dando um visual bastante moderno e harmonioso com a própria cor.

4º - Porta Guardanapo Ferro Fundido - Rojemac

O modelo da Rojemac, que na verdade é um conjunto, com 4 anéis, também leva um ótimo custo benefício. Com um preço abaixo das unidades com as mesmas características, o fabricante entrega um modelo elegante e duradouro, devido ao ferro fundido.

O anel tem um desenho muito agradável, além de bastante compacto. O diâmetro do anel é de 3 cm.

Guia de Compra

Parecem infinitos os diferentes desenhos de porta guardanapo. Esse é um objeto usado tanto em restaurantes quanto em casas. Uma forma higiênica e prática de guardar os guardanapos.

Pensando nisso, reunimos neste Guia de Compra as informações mais úteis sobre o produto, para que você possa identificar o modelo ideal de maneira mais clara.

Imagem de mulher sentada em mesa de restaurante com porta guardanapo sobre ela.

O porta guardanapo é um produto versátil em sua utilidade e nos lugares em que pode ser útil. (Fonte: Ant Rozetsky / Unsplash)

O que é um porta guardanapo?

Como diz o nome, o porta guardanapo é uma invenção que guarda os lenços de papel para higiene pessoal - guardanapos -, dispondo-os de tal maneira que seu acesso seja fácil, rápido e prático.

Apesar de ter diferentes tipos, seu funcionamento é basicamente o mesmo. Ele consiste em reter os guardanapos sob uma pressão forte o suficiente para que não sejam levados pelo vento, mas branda o bastante para que não resistam um leve puxão ou pinçada de uma mão.

Eles são assim desde o século XIX, quando anéis para guardanapos de pano eram comuns nas galas das cortes europeias. Foi somente no século XX que ele passou a ser um recipiente para um conjunto de folhas. Isso ocorreu devido a invenção e popularização dos guardanapos de papel, lançados no mercado na década de 1930.

Com a massificação de outro produto, desta vez o plástico, os porta guardanapos passaram a dominar as casas entre as décadas de 60 e 70, coloridos e com preços acessíveis.

Imagem mostra um porta guardanapo do tipo vertical, com seis corações vazados formando a parede. Ao fundo, potes tigelas coloridas repousam desfocadas sob uma mesa de madeira.

O porta guardanapo tem um infinidade de designs e formatos, mas seus funcionamento continua o mesmo. (Fonte: sweetlouise / Pixabay)

Hoje, o produto é tão diverso com o design em si, sendo sinônimo tanto de luxo - com anéis feitos sob medida para casamentos e grandes eventos - como de simplicidade - com modelos minimalistas, de preços camaradas ou mesmo na onda do DIY, sigla em inglês para Do It Yourself, que em português significa “Faça você mesmo”.

Quais as vantagens e desvantagens do porta guardanapo?

A primeira vantagem do porta guardanapo que salta aos olhos é a citada lá no comecinho deste texto: o fácil acesso aos papéis.

Como produto, não é só mais prático, como é mais higiênico alcançar um guardanapo, assim como oferecer e distribuir para as outras pessoas sentadas à mesa, já que a mão de cada pessoa encosta apenas no seu papel.

Depois, há sua versatilidade. O porta guardanapo pode organizar, higienizar e decorar o ambiente em que se encontra, tudo num mesmo modelo.

Da sua enorme variedade, é possível tirar outra vantagem. Com uma infinidade de modelos, o produto é altamente adaptável e pode se encaixar em casas, estabelecimentos e eventos de toda a sorte.

Por fim, há uma questão sustentável. Já que o acesso é mais prático, o desperdício de papel é reduzido, sendo seu usuário capaz de pegar facilmente apenas o número de guardanapos que precisa.

Do outro lado da moeda (ou neste caso, do papel), há algumas desvantagens, que dizem a respeito do seu formato, seu uso e até sobre uma questão higiênica.

Quanto ao seu formato, independentemente do tipo, ele é, obviamente, fechado. Isso pode ser um problema quando você troca de marca ou tipo de guardanapo, que pode não caber no espaço a ele destinado no recipiente.

Imagem mostra porta guardanapo de metal.

É possível encontrar um modelo para qualquer lugar, casa, cômodo ou estabelecimento. (Fonte: Fallen-Angel / Pixabay)

Há também um limite de papéis que podem ser colocados de uma vez em cada modelo, o que é normal. O problema é que em muitas ocasiões esse limite é abaixo da quantidade padrão de folhas em um pacote de guardanapos.

E há um limite físico e um limite útil. Neste segundo, é o número máximo de papéis. Há também uma questão menor, de higiene, já que os lenços ficam mais expostos nas mesas e balcões do que embalados em plástico. Ainda assim, há modelos que contornam esse problema, “selando” os guardanapos em pequenas caixas.

Vantagens
  • Acesso fácil aos guardanapos
  • Versátil
  • Economiza papel
Desvantagens
  • Incompatibilidade com alguns tamanhos de guardanapo
  • Limite de papéis
  • Guardanapos mais expostos

Qual a diferença entre porta guardanapo vertical ou horizontal?

Há dois tipos de gente nesse mundo, os que usam porta guardanapo vertical e os que usam o horizontal. Brincadeira à parte, a dicotomia é a variedade básica do produto.

Os verticais, isto é, cujo comprimento das paredes é medido no sentido da vertical, fazem um “sanduíche” com os guardanapos, sendo os papéis obviamente o recheio.

Seu bom funcionamento recai na quantidade certa de papéis inseridos no recipiente: papéis demais podem emperrar o conjunto, e papéis de menos podem ficar a mercê do vento e das correntes de ar do cômodo em que está.

A sua melhor pedida é para mesas e superfícies que não dispõem de muito espaço, já que é bastante compacto.

O modelo horizontal inverte não só o sentido do comprimento do produto, mas a lógica de suas vantagens e desvantagens.

Geralmente com uma medida um pouco maior que a de um guardanapo, que costuma ter uma dimensão próxima à 18 cm por 19 cm. Isso faz do modelo um pouco espaço e ideal para superfícies maiores.

A maioria dos horizontais retém os papéis encaixando-os no fundo de mesmo formato e prendendo-os com uma espécie de alça, que não pressiona, mas repousa sob os papéis.

Dessa maneira, não há como emperrar o conjunto, mas há um limite claro de papéis. Nesse caso, papéis demais é que ameaçam a resistência do conjunto contra o vento - além de estarem mais suscetíveis a incompatibilidades com guardanapos maiores.

Vertical Horizontal
Porte Compacto Espaçoso
Praticidade Conjunto pode ser “emperrado” com papéis demais Não há como emperrar o conjunto
Retenção de papel Prejudicada por papéis de menos Prejudicada por papéis demais

Quando usar o anel?

Esta é a variedade luxuosa do porta guardanapo, ou pelo menos para ocasiões luxuosas. Almoços, jantares, banquetes, casamentos, enfim, todo e qualquer evento com guardanapos de pano e que seguem regras de etiqueta estão “aptos” a usar o advento.

A diferença básica deste tipo para os outros é que este é individual, no sentido de que prende apenas um guardanapo. Eles são usados para compactar os panos, sustentar dobraduras mirabolantes e até servir de adorno para a mesa.

O fato de ser individual diz tudo: é muito eficiente em seu ofício, mas são necessárias tantas unidades quanto o número de convidados, presentes ou clientes. E não são exatamente baratos.

Imagem de guardanapo preso com porta guardanapo de metal em cima de prato.

O porta guardanapo tipo é anel é o mais procurado para buffets, banquetes e casamentos. (Fonte: RitaE / Pixabay)

Porta guardanapo ou dispensador de guardanapo?

Há uma variedade do produto que é tão específica que chega a ser um produto em si. O dispensador é um dispositivo que permite pegar um guardanapo por vez, e sem tocar as outras folhas.

É uma caixa metálica com molas no interior, que pressionam o bolo de papel abaixo da tampa, com uma abertura retangular no centro, grande o bastante para as mãos puxarem os lenços facilmente, mas suficientemente pequena para conter o resto do conjunto dentro da caixa.

Pela sua praticidade e higiene, e pelo fato de caber muito mais folhas de guardanapo de papel, o dispensador é largamente usado em restaurantes e bares. Além disso, seu design padrão não costuma combinar com ambientes meticulosamente decorados das casas.

Imagem mostra um dispensador de guardanapo na horizontal, ao lado de um “kit” com molho de pimenta, saleiros, palitos de dente e pequenos talheres. Ambos estão sob uma mesa de madeira.

O dispensador de guardanapo é sucesso absoluto em estabelecimentos alimentícios. (Fonte: Varun Tandon / Unsplash)

Quanto custa?

Existem opções para todos os gostos, necessidades, situações e bolsos. A variação de preço do porta guardanapo é bem grande, entre R$ 5 e R$ 500. Muito disso é devido ao tamanho e principalmente ao material.

Os de plástico são obviamente os mais baratos, enquanto no outro extremo é possível encontrar itens com prata, aço inox e madeiras raras.

Onde comprar?

Por ser um produto tanto utilitário quanto decorativo, o porta guardanapo pode ser encontrado em variedade e qualidade em lojas físicas de departamento como a Americanas e a Preçolândia, e lojas de artigos para a casa como a Etna e a Tok&Stok.

Se, porém, você quer mais variedade de preços e modelos e se mantendo no conforto do seu sofá, lojas online como a Amazon, o Mercado Livre, além das versões digitais dos estabelecimentos citados acima, devem dispor do que você precisa.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de porta guardanapo

Reunimos abaixo alguns aspectos dos modelos de porta guardanapo que podem servir de critérios para você escolher o modelo mais adequado. Veja:

  • Local e evento
  • Espaço
  • Material
  • Design

Local e Evento

É muito importante saber, antes mesmo de escolher o seu modelo, onde e/ou para que você pretende usar o porta guardanapo.

Cada local e cada evento “pedem” um tipo de porta guardanapo diferente. Em eventos com banquetes e buffets, por exemplo, o mais indicado é o anel, enquanto um estabelecimento como um bar ou uma lanchonete serão melhor servidos com um dispensador.

Quanto às variações horizontal e vertical, não só o local, como o espaço disponível será importante, como veremos a seguir.

Imagem mostra uma mulher agasalhada sentada à uma mesa de madeira com um porta guardanapo com os dizeres “Beba Coca” . Ao fundo, um bar vazio, com mesas cadeiras e sofás desocupados.

Eventos “pedem” anéis; Restaurantes e outros estabelecimentos estão melhor com dispensadores. (Fonte: Ant Rozetsky / Unsplash)

Espaço

Outra informação para se ter em mãos antes da compra é o espaço disponível, ou mesmo o tamanho da superfície em que o produto será colocado.

Para mesas e bancadas largas ou mesmo com poucas coisas em cima, isto é, se o espaço é abundante, um modelo horizontal, espaçoso, cairá muito bem.

No entanto, se o modelo ficará em cima de uma pequena mesa de centro ou dividirá espaço com molhos, temperos, saleiros, etc, o porta guardanapo vertical é mais indicado, até numa questão de harmonização com os seus “companheiros” de mesa.

Material

O material é sempre um bom critério para se atentar em qualquer produto, e com o porta guardanapo não é diferente. O aspecto dita a durabilidade do produto, que aumenta conforme a qualidade do material do qual o modelo é feito ou revestido.

No caso do porta guardanapo, os materiais costumam a ser plástico, madeira, aço e prata, sendo essa mesma sequência a ordem de qualidade, e, portanto, de durabilidade.

O material que dita o preço da peça. Portanto, consulte seu orçamento antes de escolher o seu. Mas tenha em mente que muitas vezes uma peça mais cara pode durar muitos anos e compensar o investimento.

Imagem de prato com guardanapo sobre ele e talheres ao lado.

O custo do porta guardanapo vai ser de acordo com o material feito. (Fonte: Marilyn Barbone / 123RF)

Design

Mas a escolha do material não precisa ser tão objetiva. É super válido e indicado pesá-la com o design do modelo, afinal, o produto também é decorativo.

Atente-se então à cor do modelo, ao seu formato, seu desenho; se ele combina com os itens que já estão na sua casa; se harmonizam com os móveis, jogo de talher e jogo de jantar.

Um modelo com design harmonioso tem tudo para te manter satisfeito com a sua escolha por muito tempo. E deixar sua mesa ainda mais bonita para receber seus familiares e amigos.

(Fonte da imagem destacada: Ben_Kerckx / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?