Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

17Horas investidas

5Estudos avaliados

67Comentários coletados

Seja bem-vindo ao Sweetest Home! Se você quer renovar a decoração da sua casa ou escritório, de forma rápida e prática, esse artigo é para você. Hoje vamos falar do papel de parede.

Opção ideal para quem quer dar uma cara nova à sala, quarto e, até mesmo banheiro e cozinha, o papel de parede é versátil, prático e durável. Nesse artigo, vamos lhe mostrar como escolher a melhor opção entre os diferentes tipos de papel de parede disponíveis no mercado.

Primeiro, o mais importante

  • O papel de parede evoluiu e hoje existem tipos variados, tanto em termos de aplicação quanto de facilidade na hora da limpeza.
  • Com estampas, texturas e cores dos mais diversos, existe um papel ideal para cada cômodo da sua casa.
  • Nesse artigo, você vai encontrar as principais informações, desde o preço até como aplicar e manter o papel de parede.

Os melhores papéis de parede: Um modelo para cada situação

A escolha do papel de parede ideal vai depender da decoração do cômodo e, é claro, do seu gosto e necessidade. Não à toa, existem os mais variados tipos de papel de parede, com estampas para todas as situações. Selecionamos os mais populares entre os consumidores. Veja:

A opção certa para ambientes clássicos

Ideal para todos os estilos de decoração, dá um efeito de destaque ao ambiente. Dá um toque de modernidade e clima mais alegre ao cômodo. Pode ser facilmente aplicado, e por isso é ideal para quem quer agilidade na decoração.

O papel de parede mais versátil de todos

O Bobinex Uau é um papel de parede do tipo vinílico e possui estampa de cimento queimado, que confere um ar mais contemporâneo à decoração dos mais diversos ambientes. O Bobinex Uau pode ser facilmente lavado com um pano úmido e sabão neutro e conta ainda com uma garantia de 5 anos.

O design preferido do momento

Reproduzindo uma parede de pedras, o papel de parede Canjiquinha da Bobinex é do tipo vinilizado. Esse é o design preferido de quem quer dar uma cara nova para a parede da sala, do escritório e até do quarto. A limpeza é facilitada por meio de pano seco e a durabilidade média desse papel de parede é de três anos.

Guia de Compra

Antes de comprar o papel de parede, você precisa de um planejamento: medir as paredes, checar o estado delas e, é claro, escolher a melhor estampa de acordo com a decoração do cômodo.

Para ajudar você com todas as suas dúvidas, nós criamos esse Guia de Compra. Aqui você vai encontrar as informações essenciais para lhe ajudar a comprar o melhor papel de parede.

Qual a diferença entre o papel de parede e a pintura?

Se você está cansado de ter que pintar as paredes de casa ou do escritório toda vez que decide mudar a decoração, saiba que o papel de parede é uma solução mais prática e tão funcional quanto a pintura.

O papel de parede é um revestimento que é colado à parede. Com diversas opções de cores, texturas e estampas é a opção ideal para quem quer evitar o transtorno de uma pintura.

Afinal, a pintura da parede, inevitavelmente causa sujeira e ainda pode respingar em móveis e no piso. Sem contar no cheiro que dura alguns dias.

Cama e cômoda com papel de parede atrás.

O papel de parede oferece estampas e texturas variadas. (Fonte: Katarzyna Białasiewicz / 123rf)

Diferentemente da pintura, a instalação do papel de parede é praticamente instantânea e sem sujeiras.

Além disso, o papel de parede suja com menos facilidade do que a parede pintada. E a remoção de manchas também é mais simples no papel de parede.

Por outro lado, a pintura costuma ser mais barata. Ainda assim, o papel de parede tem uma vida útil maior. Veja a seguir a tabela comparativa entre o papel de parede e a pintura:

Papel de parede Pintura
Instalação Rápida, não suja e não tem cheiro Mais trabalhosa, com sujeira e cheiro
Vida útil média 3 a 10 anos 3 a 5 anos
Manutenção Limpeza simples Depende da tinta

Quais são os principais tipos de papel de parede?

O papel de parede pode ser basicamente de três tipos: o simples, que leva apenas celulose em sua composição; o vinílico; e o feito de tecido e celulose. Mas quando você for escolher o melhor tipo encontrará uma grande variedade.

Confira a seguir uma breve explicação sobre as características, os prós e os contras dos tipos de papel de parede mais comuns:

Celulose

O papel de parede de celulose, também conhecido como papel de parede tradicional, é aquele que tem a textura de uma folha de papel. Entre os tipos de papel de parede, este é o menos resistente de todos e, por isso, é o que tem o menor custo.

O papel de parede de celulose pode durar em média cerca de três anos, mas, se mal instalado, pode deixar arestas que irão se rasgar com mais facilidade, justamente por conta da sua composição.

Vinílico

Esse tipo de papel de parede é revestido com uma camada de vinil, o que confere a ele uma textura parecida com a do plástico.

Por conta disso, a limpeza aqui é facilitada. Você pode usar uma escova e detergente neutro, por exemplo. Esse papel de parede é ideal para casas com crianças, por exemplo. Por ser um material mais resistente pode durar até 12 anos.

Além disso, o papel de parede do tipo Vinílico é mais resistente à umidade. Por isso, ele pode ser usado em ambientes como cozinha e lavabos, onde tradicional não se recomenda o uso de papel de parede.

Aqui você também pode encontrar o papel de parede emborrachado, cuja diferença está no material do revestimento que, ao contrário do vinil, é feito de EVA, conferindo uma textura de borracha.

TNT

O papel de parede TNT (tecido não tecido) é um tipo feito com fibras naturais como, por exemplo, algodão e lã, juntamente com fibras sintéticas como poliéster e polipropileno.

O TNT tem, portanto, a aparência de tecido, mas sua composição também leva celulose. Ainda assim, esse papel de parede pode ser aplicado em paredes com umidade, já que o algodão absorve a umidade.

Onde você pode colocar o papel de parede?

Em linhas gerais, você pode instalar o papel de parede em qual cômodo da casa, apartamento ou escritório.

O mais comum é usar o papel de parede para decorar e criar espaços diferenciados em salas, quarto de casal, quarto infantil, corredores e etc.

Tanto a umidade quanto o sol podem danificar o papel de parede.

E, assim como as paredes pintadas, você não precisa colocar o papel de parede em todas as paredes. Você pode escolher uma de destaque e até mesmo parte da parede para aplicar o papel.

A única ressalva são as áreas externas e os locais úmidos como jardins, varandas, cozinhas e banheiros. Isso porque, tanto a umidade quanto o sol podem danificar o papel de parede. Mas se ainda assim você quer decorar o banheiro ou cozinha com papel de parede, você pode usar os resistentes à umidade, como o Vinílico e o TNT.

Ainda assim, os especialistas recomendam que não se deve preencher toda a parede com o papel e que o ideal é aplicar o revestimento em locais onde não haverá contato direto com a água.

Papel de parede infantil com bancada de estudos e espelho.

O papel de parede é ideal para decorar o quarto infantil. (Fonte: MockupEditor.com / Pexels)

Como aplicar papel de parede?

Isso vai depender do tipo de papel de parede, que pode ser o convencional ou o autoadesivo. Mas, para a correta aplicação do papel de parede, a parede deve estar ao menos com uma demão de tinta látex, para que a superfície fique lisa.

O papel de parede autoadesivo é ainda mais prático porque possui um verso que já vem com a cola, ou seja, é só destacar a película e colar na parede.

No modelo convencional, existem duas opções, dependendo do tipo de papel de parede: aplicar cola na parede ou no papel. Essa última é a mais comum.

Outra diferença do papel de parede convencional para o autoadesivo é o tamanho em que eles são vendidos.

O modelo tradicional é confeccionado em um formato padrão. Já o autoadesivo é vendido em diferentes tamanhos e pode ser aplicado em variados formatos.

Por isso, o autoadesivo é ideal para quem deseja decorar, por exemplo, uma faixa de rodapé, uma linha horizontal ou vertical na parede.

No caso do papel de parede convencional, a instalação é um pouco mais delicada e talvez precise ser feita por um profissional.

foco

Você sabia que, apesar de simples, também pode ser trabalhoso remover o papel de parede convencional? Em geral, você deve puxar uma ponta do papel e usar uma mistura de sabão em pó com água para retirar os resíduos de cola.

Se você optar pelo papel de parede convencional vai precisar além de algumas ferramentas, mais atenção na preparação da parede e na exatidão da colagem.

Antes de começar a aplicação, é importante lixar e limpar a parede. Em seguida, é necessário medir a área onde o papel será aplicado e cortá-lo de acordo com as dimensões.

Para colar o papel de parede convencional, você deve diluir a cola em pó na água e aplicar no papel de parede com o rolo de pintura. Para tirar as bolhas de ar e deslizar o papel pela parede, você pode utilizar um pano seco.

Quais as vantagens e desvantagens do papel de parede?

A grande vantagem do papel de parede é, certamente, a praticidade e a versatilidade. Afinal, você pode colar o papel na parede de forma simples, rápida e sem fazer sujeira.

Além disso, você pode usar o papel de parede na parede inteira ou apenas em algumas partes, criando uma decoração exclusiva.

O fato é que os papéis de parede são opções práticas para renovar a decoração da casa em pouco tempo. E, por isso, apresentam um ótimo custo benefício.

Outra vantagem é que o papel de parede, dependendo do tipo escolhido, pode ter alta durabilidade. Se for de boa qualidade, pode durar até 15 anos.

Sala com sofá, cadeira e mesa de centro, com papel de parede de tijolinho atrás.

O papel de parede pode simular, inclusive, uma parede de tijolos. (Fonte: BUMIPUTRA / Pixabay)

Sem contar que as opções de papéis de parede são outro atrativo: você pode escolher entre vários modelos, estampas, texturas e cores.

Como desvantagem, no entanto, podemos citar a remoção do papel de parede. Isso porque, dependendo do modelo, você vai precisar de produtos e ferramentas específicas para retirado o revestimento.

Além disso, de fato o papel de parede é um produto de alto custo. Dependendo da extensão que você pretende aplicar o papel de parede, você pode ter que desembolsar uma boa quantia.

A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens do papel de parede:

Vantagens
  • Versátil
  • Prático, rápido de aplicar e duradouro
  • Variedade de tipos, estampas, texturas e cores
  • Fácil de limpar
Desvantagens
  • Pode ser caro
  • Remoção pode ser trabalhosa

Quanto custa e onde comprar um papel de parede?

O papel de parede é vendido em rolos e o seu preço aumenta de acordo com a qualidade do papel, da textura, se é importado ou nacional. Por isso, você vai encontrar o rolo de papel de parede custando entre R$ 20 e R$ 600.

Você pode comprar o papel de parede em lojas de móveis e decoração, de departamento e em supermercados como Casas Bahia e Extra.

Mas se você quer modelos importados e exclusivos, além é claro de conforto e praticidade, o ideal é comprar em sites como a Amazon Brasil.

Critérios de Compra: Fatores a considerar antes de comprar o papel de parede

Depois de optar por decorar sua casa ou escritório com o papel de parede, é hora de escolher o melhor modelo de acordo com seu objetivo e orçamento. Para isso, você precisa considerar alguns fatores.

Entre eles, como já vimos, você deve levar em conta o material de composição do papel de parede e o tipo de aplicação.

Além desses fatores, listamos outros critérios importantes que você deve observar antes de comprar o papel de parede ideal. Veja:

  • Tamanho do rolo
  • Quantidade de rolos
  • Cor e estampa
  • Textura

Veja a seguir como analisar cada um desses fatores.

Tamanho do rolo

Antes de comprar o rolo de papel de parede é preciso entender suas medidas. O modelo padrão costuma ser vendido em rolos que medem cerca de 50cm de largura por 1 metro de comprimento.

A largura do papel de parede pode variar entre 50cm e 1 metro.

Mas fique atento porque essas medidas pode variar para mais ou para menos. O fato é que a largura do papel de parede pode variar entre 50cm e 1 metro e o comprimento que pode chegar a 10 metros.

Não esqueça de que, antes de tudo, você deve medir a parede (altura x largura) que irá receber o revestimento.

Quantidade de rolos

Com as medidas da parede em mãos você poderá então calcular a quantidade de rolos que serão necessários para preencher a parede.

Para você ter uma ideia, um rolo de papel de parede que mede 52cm de largura por 10 metros de comprimento cobre aproximadamente 4 metros quadrados de superfície.

Cores e estampas

Outro fator que você deve analisar são as cores e estampas do papel de parede. Aqui você vai encontrar cores lisas, incluindo o papel de parede preto.

Quando se trata de estampas, as opções são ainda mais diversificadas: Florais, listras, geométricas, lúdicas, tribais, étnicas, entre outras.

A dica é tentar combinar a cor e a estampa do papel de parede com os móveis da sala ou com o sofá-cama do quarto, por exemplo.

Cama de casal, criado mudo e papel de parede de cimento queimado ao fundo.

O papel de parede que reproduz o cimento queimado é uma alternativa moderna que combina com todo tipo de ambiente. (Fonte: Divulgação Bobinex Uau / Amazon)

Em casos de papéis de parede com estampas, é preciso atenção redobrada na hora da aplicação porque os desenhos devem fazer sentido visualmente.

Por outro lado, você pode usar as estampas para tornar o papel de parede um item funcional em meio à decoração. Por exemplo, em um espaço pequeno, um papel de parede com listras horizontais vai dar a sensação de amplitude.

Textura

Além de cor e da estampa, fique atento à textura do papel de parede que também vai além do efeito decorativo.

Por exemplo, caso não haja espaço para incluir quadros e relógio de parede, uma dica é apostar em tipos de papel de parede 3D. Isso porque, o relevo do material ajuda a preencher o espaço.

Há ainda modelos com relevos que remetem à estética visual da palha, madeira, pedra, tijolo e até mesmo do metal. Para um ar mais sofisticado existe até o papel de parede de veludo.

(Fonte da imagem destacada: Katarzyna Białasiewicz / 123rf)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.