Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

9Produtos analisados

16Horas investidas

3Estudos avaliados

52Comentários coletados

Bem-vindo ao Sweetest Home! Hoje vamos falar sobre uma ferramenta que é muito versátil e pode te ajudar em diversas situações: a minifuradeira. Você faz ideia do quanto possuir essa ferramenta facilitaria a sua vida?

A minifuradeira tem como principal atrativo o fato de executar várias funções que outras ferramentas normalmente são especializadas: ela corta, fura, lixa, desbasta, retifica, grava, crava, entre tantas outras coisas. Também é versátil com os materiais.

Mas será que ela é mesmo eficiente em todas essas funções? Qual seria o modelo ideal para as suas necessidades? O que é necessário que ela tenha para executar as tarefas do seu dia a dia ou trabalho? Nesse artigo, responderemos todas as dúvidas sobre a mini furadeira!

Primeiro, o mais importante

  • As minifuradeiras também são encontradas no mercado com o nome de micro retífica. Apesar de não serem tecnicamente a mesma coisa, há uma grande confusão feita por algumas marcas e vendedores.
  • O principal destaque de uma minifuradeira é a sua versatilidade. Ela pode realizar um enorme número de funções que são muito úteis para quem trabalha com artesanato ou pequenos reparos.
  • Não tente exigir mais da minifuradeira do que ela pode oferecer. Há ferramentas específicas para trabalhos mais complexos ou em objetos maiores.

Ranking: Os 4 melhores modelos de minifuradeira

Muitas das principais fabricantes de ferramentas do Brasil produzem modelos de minifuradeira. Por isso, é possível encontrar diversos exemplares de qualidade. Selecionamos os modelos que estão entre os mais recomendados e listamos abaixo:

1º – Minifuradeira 12V com Kit e Maleta Tozz

Essa é uma minifuradeira da Tozz capaz de exercer todas as funções da ferramenta. É bastante leve e compacta, o que torna seu manuseio mais fácil. Pesa menos de 600 gramas e tem potência de 12 volts.

Dentre os itens principais que acompanham a ferramenta, destacamos três pinças, dois mini rebolos, uma mini fresa e uma broca. Também há uma fonte e uma maleta para armazenar todos esses acessórios. A minifuradeira da Tozz é bivolt.

2º – Minifuradeira com 234 Acessórios Ipiranga F000117

Quer um kit realmente completo para exercer todo tipo de trabalho com apenas uma ferramenta? Então a Ipiranga te propicia essa possibilidade. A minifuradeira acompanha um kit com nada menos do que 234 peças acessórias!

Com ela, você poderá fazer serviços de furos, cortes, afiações, gravações, polimentos e muitos outros. Também há uma belíssima maleta que te ajuda a guardar tudo isso de maneira organizada e eficaz. O produto funciona a 220 volts.

3º – Kit Minifuradeira Completa Songhe Tools

O kit da Songhe Tools, além de todas as funções típicas das mini furadeiras, também concentra em acessórios que ajudam a polir e lixar objetos. São 40 peças que ajudarão no trabalho em vários materiais e facilitarão o seu cotidiano.

A variação entre 10 mil e 32 mil rotações por minuto mostra o quanto é possível exercer com a ferramenta vários tipos de trabalhos. É recomendada para artesanato, modelismo, oficinas e reparos em geral. O eixo flexível é outro destaque.

4º – Minifuradeira Vonder MRV115

Mais uma opção de ferramenta versátil, a minifuradeira da Vonder tem como principais funções limpar, cortar, polir, esculpir e esmerilhar. Acompanha duas pinças e seis pontas montadas, com os demais acessórios precisando ser adquiridos separadamente.

A potência é de 11 volts e a rotação máxima suportada é de 30 mil rotações por minuto. É um modelo muito compacto e ergonômico, facilitando o transporte e o uso. A minifuradeira é fabricada tanto em 110 como em 220 volts.

Guia de Compra

Agora que você já conhece alguns modelos de destaque, é hora de descobrir todas as informações necessárias sobre uma minifuradeira. No nosso Guia de Compra você vai aprender todos os benefícios dessa ferramenta, assim como tudo o que precisa para escolher o modelo perfeito!

Imagem mostra uma mão usando furadeira em madeira.

Dependendo do material a ser furado, o ideal é escolher uma furadeira tradicional. (Fonte: Aleksandr Davydov / 123rf)

O que é uma minifuradeira?

Ao contrário do que o nome insinua, uma minifuradeira não é uma furadeira em miniatura. São duas ferramentas com funções bastante diferentes, sendo que uma não pode substituir a outra nas tarefas para as quais é indicada.

Uma minifuradeira é uma ferramenta versátil pelo seu modo de uso: é possível colocar em sua ponta não apenas brocas para furar, mas também lixas, escovas, discos de corte, discos para polimento, entre várias outras. Muitas vezes, tudo isso é incluído com o produto.

Quais as vantagens de uma minifuradeira?

Com certeza podemos destacar que é uma ferramenta muito versátil. Embora ela tenha menor potência do que ferramentas grandes e especializadas em funções específicas, a minifuradeira realiza diversos pequenos reparos.

Além disso, é ideal para artesanatos, trabalhos caseiros e em objetos que exigem maior precisão, como por exemplo, furar um pequeno gabinete de madeira. Agora para furar uma parede de concreto, você usará uma furadeira.

Confira na tabela abaixo as vantagens e desvantagens de uma minifuradeira:

Vantagens
  • Realiza diversos trabalhos de pequeno porte exigindo apenas a troca do acessório
  • Permite maior precisão nos trabalhos realizados
  • É de uso bastante fácil e intuitivo
Desvantagens
  • Não tem a potência suficiente para trabalhos pesados ou em maior escala
  • É preciso ter todos os acessórios para realizar tudo o que a ferramenta permite
  • Em muitas funções pode ser substituída por alguma ferramenta específica

Quais são os usos mais comuns da minifuradeira?

Durante todo o texto, temos exaltado a capacidade da minifuradeira de realizar uma ampla gama de serviços. Então, é hora de listá-los!

  • Acabamento: Seja em madeira, metal, plástico, vidro ou outro material, a minifuradeira permite lixar, polir ou desbastar com qualidade e precisão. Por isso, é uma ótima ferramenta para artesanato ou finalização em peças delicadas.
  • Perfuração: Assim como a furadeira, há um conjunto de brocas que permite furos de diferentes diâmetros. É ideal para madeira, metal e superfícies delicadas. Você jamais deve tentar usar essa ferramenta em concreto.
  • Escrita e gravação: Há alguns acessórios para minifuradeira que permitem a escrita ou gravação de palavras ou desenhos em metal, madeira ou vidro. Função muito útil para artesanato.
  • Corte: Com o disco de corte apropriado, é possível cortar pequenos metais, como pregos ou parafusos. A ferramenta também pode ser usada em materiais mais simples.
  • Limpeza: É possível limpar tanto poeira e sujeiras de pequena complexidade, como retirar ferrugem e restos de tinta de determinadas peças.

Se você adquirir um modelo com kit completo, provavelmente os acessórios para todas essas funções estarão presentes. Se não, precisará adquiri-los separadamente.

foco

Você sabia que as retificadoras são uma invenção da década de 1860 e que foram fundamentais para o desenvolvimento da indústria dos automóveis?

Como o nome indica, servem para tornar peças retas a partir de cortes, lixamentos ou polimentos. A minifuradeira ou micro retificadora é basicamente a versão em miniatura dessa ferramenta, desenvolvida para o uso no seu cotidiano!

Como usar a sua minifuradeira?

O sistema de troca de acessório da minifuradeira é igual ao da furadeira: deve-se usar o mandril, que sempre acompanha a ferramenta, para soltar a ponta em uso, tirá-la e inserir uma nova. É preciso, então, apertar bem a que será usada na sequência.

Para uma parte das funções da minifuradeira, recomenda-se o uso de equipamentos de proteção. Máscara, luvas e protetor auricular são o mínimo que você precisa.

Em seguida, basta apertar o botão, segurar a ferramenta com cuidado (o recomendado é com apenas uma das mãos) e fazer o trabalho. Quanto mais experiência, mais eficiência você terá!

Quanto custa?

O preço de uma minifuradeira varia a partir da quantidade de acessórios, da marca e da qualidade geral das especificações. Como é possível encontrar tanto grandes kits quanto apenas a ferramenta avulsa, há grandes diferenças de valor.

É possível encontrar algumas muito baratas, por cerca de R$ 35, mas elas exigirão a compra de acessórios. Modelos melhores e mais completos podem alcançar até R$ 250.

Onde comprar?

A opção mais óbvia é adquirir a sua minifuradeira em uma loja de ferramentas. Além de variedade de modelos, você encontrará orientação especializada. Grandes redes de casa e construção, como Telhanorte e C&C, também são boas opções.

Se a sua ideia é comprar pela internet, não há escolha melhor do que a Amazon brasileira: o número de modelos é muito satisfatório. Também recomendamos a Amazon internacional e o Mercado Livre como outras possibilidades.

Critérios de compra: O que levar em consideração ao escolher a sua minifuradeira

Agora que você já entende como funciona uma minifuradeira e seus acessórios, é hora de listar mais algumas questões que podem ser importantes para você escolher o seu modelo ideal:

  • Potência
  • Rotações máximas por minuto
  • Itens extras
  • Voltagem

Explicaremos um pouco mais a seguir sobre cada uma dessas categorias.

Potência

Se você precisa realizar trabalhos em grande escala, como diversos cortes ou furos, uma minifuradeira de maior potência irá aumentar a velocidade do seu trabalho. Por isso, essa pode ser uma questão importante na escolha.

Por outro lado, se a precisão, e não a quantidade, é a sua maior necessidade, esse não é um quesito tão fundamental. Mesmo os modelos de menor potência irão realizar a função com bastante eficiência.

Rotações máximas por minuto

Diretamente relacionada com a potência, as rotações máximas por minuto irão ajudar a realizar o seu trabalho com mais velocidade. Os números costumam variar entre 12 mil e 30 mil e podem facilitar uma produção em grande escala.

Imagem mostra uma mini furadeira ajudando a reparar uma tábua de madeira.

Uma minifuradeira usa diferentes velocidades de rotação para cada trabalho. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

Não tente realizar trabalhos com a minifuradeira que exigem uma quantidade de rotações superior ao que ela pode oferecer. Para isso, haverá ferramentas específicas.

Itens extras

Já falamos da importância de uma minifuradeira contar com vários acessórios para aumentar a gama de trabalhos que ela pode realizar. Mas além disso, há mais alguns itens extras que ajudam no valor do modelo escolhido.

Entre eles, podemos destacar a maleta, que tornará o armazenamento do produto e do kit muito mais prático, e o fio extensor, que ajudará em alguns tipos de trabalhos. Quanto mais o modelo oferecer, mais sua compra será justificada!

Imagem de mini furadeira com vários acessórios ao lado.

A minifuradeira pode contar com diversos acessórios, que aumentam sua capacidade de produção. (Fonte: Iryna Linnik / 123RF)

Voltagem

Algumas minifuradeiras são bivolt, outras são oferecidas apenas em 110 ou 220 volts. Por isso, é necessário que você conheça a voltagem aplicada na sua cidade para fazer a escolha correta de modelo.

Não prestar atenção nesse quesito pode custar muito caro, uma vez que você pode queimar a ferramenta (usando um modelo 110 em um lugar com voltagem 220) ou não conseguir usá-la (na situação contrária).

(Fonte da imagem destacada: JESHOOTS.COM / Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.