Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

11Produtos analisados

15Horas investidas

3Estudos avaliados

49Comentários coletados

Seja bem-vindo ao Sweetest Home, seu site de resenhas na internet. Para quem procura uma opção de sobremesa natural e muito mais saudável, adquirir uma iogurteira pode ser uma ótima opção.

Com um pouco de investimento, você pode fazer seus próprios iogurtes em casa, explorando diferentes receitas e escolhendo as melhores matérias-primas por um preço bem mais acessível do que as marcas industrializadas.

Então o que você está esperando para fazer essas delícias no conforto de sua própria cozinha? Confira nossa resenha para entender mais sobre as iogurteiras e todos os benefícios que elas podem oferecer.

Primeiro, o mais importante

  • É possível encontrar modelos diferentes tipos de iogurteira: manuais, semiautomáticas e automáticas.
  • Os iogurtes caseiros geralmente não possuem conservantes, então é importante tomar cuidado com a data de expiração do produto.
  • Apesar de facilitar o processo, fazer o iogurte demanda paciência, pois os processos de fermentação podem ser demorados.

Melhores iogurteiras do mercado: Nossas favoritas

Com sua popularização nos últimos anos, é possível encontrar uma infinidade de modelos de iogurteiras, tanto nacionais quanto importados. Pensando nisso, preparamos esse Ranking com quatro dos melhores produtos do mercado.

Iogurteira Elétrica – Izumi

Com a iogurteira elétrica Izumi ficou muito mais fácil fazer o preparo do seu iogurte favorito em casa, como um aparelho muito prático, leve e moderno. }

Com esse modelo você nem precisa aquecer o leite. Basta colocar sua receita em temperatura ambiente, ligar na tomada e deixar a máquina fazer sua mágica.

Sua vantagem é o baixo consumo de energia, permitindo que ela faça aproximadamente um litro de iogurte em um período de apenas seis horas. Seu controle de temperatura preciso permite que os lactobacilos se propaguem de forma abundante de uniforme. E o melhor, ela é bivolt.

Iogurteira Seu Attílio – Iogurteiras Valente

Contando com um sistema exclusivo de funcionamento, o modelo Seu Attílio da Iogurteiras Valente dispensa o uso de energia elétrica, utilizando ao invés disso um núcleo térmico que funciona a base de água quente.

Capaz de produzir 1,5 litros de iogurte em seis potes individuais de 250 ml, cada, ela é muito fácil de utilizar e produzida em um plástico especial livre de BPA, garantindo um produto muito mais saudável sem prejudicar o meio ambiente.

Guia de Compra

Através de um processo da fermentação, as iogurteiras conseguem transformar o leite em iogurte, com uma textura mais agradável e uma receita base onde é possível incorporar uma enorme variedade de sabores.

Para entender mais sobre os diferentes modelos e a forma de funcionamento das iogurteiras, preparamos um Guia de Compras com informações valiosas que vão ajudá-lo a encontrar o modelo ideal.

Imagem de criança tomando iogurte com uma colher de plástico roxa

Com uma iogurteira em casa você pode preparar um produto mais saudável para toda a família. (Fonte: ThorstenF/ Pixabay)

O que é uma iogurteira?

A iogurteira é um utensílio doméstico que prepara receitas de iogurte através de um processo de aquecimento que ajuda na fermentação do leite para obter uma textura agradável, mais macia e saborosa.

É uma máquina que permite que você faça seu próprio iogurte fresco, evitando assim o consumo de industrializados.

Imagem de iogurte servido em um pote com morangos e granola

Com uma boa iogurteira é possível até mesmo fazer iogurtes do tipo grego, com uma textura diferenciada.(Fonte: ponce_photography / Pixabay)

Quais as vantagens e desvantagens da iogurteira?

Já pensou poder preparar o iogurte para você e sua família com a garantia de consumir o alimento o mais fresco possível e sabendo a procedência?

A grande vantagem das iogurteiras é que você pode preparar e testar diferentes receitas com produtos naturais, sem a adição de conservantes.

Dessa forma você evita o consumo do iogurte industrializado, conseguindo um produto final muito mais saudável e por um preço mais acessível.

Você pode fazer iogurtes de diferentes sabores e não enjoar do consumo desse produto.

A desvantagem de ter uma iogurteira em casa é o tempo de preparo envolvido nesse alimento. Além disso, algumas máquinas podem custar preços elevados.

Vantagens
  • Garantia de iogurte fresco
  • Iogurte natural sem adição de açúcar e conservante
  • Possibilidade de preparar diferentes receitas e consumir variados sabores
Desvantagens
  • Tempo de preparo é demorado
  • Preços elevados

Quais são os diferentes tipos de iogurteira?

Hoje é possível encontrar três tipos principais de iogurteiras. Os modelos manuais funcionam com novelos de água fervente, não consomem energia elétrica e são os modelos mais baratos do mercado.

Os modelos semiautomáticos funcionam com eletricidade, oferecem configuração para diferentes tipos de receitas e estão em uma faixa de preço intermediária.

Também funcionando com eletricidade, nos modelos automáticos basta colocar os ingredientes e ela faz o processo do começo ao fim de forma automatizada. Por conta disso, elas estão entre os modelos mais caros do mercado. Para mais detalhes, consulte a tabela abaixo.

Iogurteira manual Iogurteira semiautomática Iogurteira automática
Fonte de alimentação Água fervente Eletricidade Eletricidade
Benefícios Elas não consomem energia elétrica Oferece configuração para diferentes tipos de receitas Basta colocar os ingredientes e elas faz o processo do começo ao fim de forma automatizada
Preço São os modelos mais baratos do mercado Estão uma faixa de preço intermediário São os modelos mais caros do mercado

Quanto custa uma boa iogurteira?

O preço das iogurteiras depende muito do tipo e da capacidade de produto que elas são capazes de produzir de uma única vez. Os modelos mais tradicionais custam de R$ 50 a R$ 150.

Nos modelos semiautomáticos e automáticos o preço sobre um pouco, variando de R$ 150 a R$ 300. Todos os modelos exibidos nessa resenha podem ser encontrados em uma faixa de preço que varia de R$ 60 a R$ 270.

Imagem de copo com iogurte e frutas vermelhas

Com uma iogurteira você pode conseguir grandes quantidades por preços bem mais acessíveis. (Fonte: Myriams-Fotos/ Pixabay)

Onde eu posso comprar uma iogurteira?

Você pode encontrar as iogurteiras em lojas especializadas em utensílios domésticos ou de eletrodomésticos, assim como nas principais redes de grandes supermercados.

Mas se você prefere realizar a pesquisa pelo melhor modelo e aproveitar promoções especiais, é muito fácil encontra-las na internet, em sites de grandes revendedores. Os modelos exibidos nessa resenha podem ser encontrados na Amazon.

Imagem de bandeja com copo de iogurte, uvas, granola e frutas vermelhas

Já imaginou saborear iogurtes feitos por você mesmo, do jeitinho que você gosta? As iogurteiras tornam isso possível sem que você tenha que gastar uma fortuna. (Fonte: Soorelis/ Pixabay)

Critérios de Compra: O que considerar ates de comprar uma iogurteira

É inegável que com uma iogurteira você pode conseguir receitas muito mais saudáveis e livre de conservantes e outros produtos industrializados. Além disso, você consegue excelentes iogurtes por um preço muito mais acessível.

Porém, é importante observar alguns fatores quando você estiver escolhendo qual o melhor modelo de iogurteira para suas necessidades. Pensando nisso, separamos alguns critérios importantes que devem ser observados.

Análise com cuidado cada um dos tópicos abaixo para entender mais sobre diferentes especificações do produto para não ter dor de cabeça e conseguir iogurtes deliciosos.

Capacidade

O preparo do iogurte, mesmo com os utensílios modernos, é um processo demorado. Então, é importante fazer uma boa quantidade de uma só vez, seja para poupar energia ou para ter uma quantidade significante de produto antes de que um novo preparo seja necessário.

Pensando nisso, as iogurteiras oferecem uma capacidade que varia entre um e dois litros, permitindo que você tenha uma boa quantidade de iogurte disponível ante que tenha que repetir o processo ou testar uma nova receita.

Como esse é um fator que impacta no preço, escolha o modelo que ofereça melhor custo/benefício de acordo com seu consumo médio.

Imagem de potes de iogurte natural com frutas vermelhas

Com uma iogurteira você consegue produzir muito mais iogurte de uma só vez. (Fonte: RitaE/ Pixabay)

Tempo de preparo

O tempo de fermentação é extremamente importante para conseguir um iogurte com uma boa textura. Embora isso possa variar muito da quantidade que você deseja fazer e do tipo de receita, o processo é muito mais lento quando você a compara a outros utensílios domésticos.

A média de tempo costuma levar um mínimo de 5 horas e um máximo de 10. Para algumas receitas específicas, às vezes é necessário repetir o processo para conseguir uma textura ainda mais macia e aerada.

Aqui vale lembrar que quanto mais potente for a máquina, menos tempo ela precisará para realizar certas receitas em comparação a modelos menos potentes, mas isso pode aumentar significante o gasto energético.

Imagem de pote de iogurte natural com pêssegos, morangos e granola

Para conseguir o iogurte grego, por exemplo, é preciso realizar dois tipos de preparo, o que demanda muito mais tempo. (Fonte: StockSnap / Pixabay)

Fonte de alimentação

As iogurteiras precisam aquecer para realizar o processo necessário de fermentação do leite. Para isso, elas podem se utilizar de duas fontes de energia: água fervente em um núcleo que se aquece ou então eletricidade.

Especialmente nos modelos elétricos, é muito importante consultar a especificação do produto sobre a voltagem necessária. É possível encontrar modelos que funcionam com 110 ou 220 V ou bivolts. Confira qual a voltagem disponível em sua casa para evitar acidentes e a queima do produto.

Tipo de recipiente

As iogurteiras atuais podem ser encontradas com um recipiente único grande ou então pequenos potes individuais. Para uma receita única e uniforme, você pode optar por um modelo que ofereça um único recipiente. Porém, se você quer preparar diferentes receitas de uma só vez, o ideal é usar potes individuais.

Essa escolha também interfere no armazenamento e resfriamento, pois assim que a iogurteira termina o processo, você ainda precisa levar o produto para a geladeira para resfriar (a menos que seu modelo já possua sistema de resfriamento). Nesse caso, os modelos individuais facilitam no momento de armazenamento e até mesmo para servir o iogurte.

(Fonte da imagem principal: TerriC/ Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Helena Sartori Cozinheira Profissional
Helena AINDA não participou do MasterChef, mas tem certeza que sua hora vai chegar. Cozinheira desde os 17 anos, quando ajudava no restaurante de sua tia, ela sabe de cor e salteado quais são os utensílios e ingredientes necessários para preparar cada uma das receitas especiais de seu livro. No SweetestHome, compartilha esse conhecimento com o público.