Ultima atualização: 26 de abril de 2020

Como escolhemos

11Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

68Comentários coletados

Olá, seja muito bem vindo ao Sweetest Home! Falaremos hoje sobre cofre digital, um produto que parece de cinema, mas que cabe muito bem na sua sala, quarto ou escritório.

Com o nível de tecnologia que temos hoje, os mercados se transformaram, com a demanda de praticidade e conforto dividindo a atenção com os diversos serviços oferecidos. Na segurança, não é diferente. Os cofres digitais, nessa situação, são um case de sucesso, unindo proteção e praticidade por meio da tecnologia.

Continue lendo este texto e você verá que podemos te ajudar a escolher o melhor cofre para você e para seus bens. Elencamos os melhores modelos, os diferentes tipos no mercado e listamos alguns critérios para se levar em conta na hora da compra.

Primeiro, o mais importante

  • Ter ideia do que você quer armazenar e onde deseja posicionar o cofre é essencial para escolher o modelo ideal.
  • Há cofres digitais que combinam mecanismos de abertura eletrônica com fechadura por chave.
  • A variação de preço entre os modelos de cofre digital é alta: de R$ 100 a R$ 2000.

Melhores modelos de cofre digital: Nossas recomendações

Cofre digital de aço com visor LCD

O 30 EID é um dos melhores cofres digitais no mercado. Tem alto nível de segurança, feito em aço, com 4mm de espessura na porta, trava unidirecional, sistema de alarme e com código mestre e de usuário.

Seu diferencial, no entanto, está em sua versatilidade, com visor LCD, furos traseiros que podem torná-lo embutido, fechadura mecânica de emergência e compartimento extra para baterias.

Cofre digital com opção de abertura por biometria

O CD30 é o modelo com o melhor custo benefício, com um preço de médio para alto, mas com atributos de um top de linha. O ponto forte são os três mecanismos de abertura, com senha digital, biometria e chave reserva.

Outro forte é sua “interface”, com visor de LED, alerta de bateria baixa (que completa tem 9V de capacidade) e fechamento automático. Por dentro, 25L de volume e a prateleira interna forrada garantem espaço e cuidado com os armazenados.

Cofre digital moderno e super equipado

O BH D23 já te ganha pela discrição, parecendo bem modesto ao olhar. O modelo, no entanto, é super equipado. A começar pelo mecanismo de abertura, que pode ser via senha digital ou cartão magnético, contando ainda com chave de emergência.

Têm 35 litros de volume, pesa 15 quilos, amortecedor para a porta, desumidificador de ar e tomada interna.

Guia de Compra

Segurança de seu patrimônio é um assunto delicado. Há muito a se perder, então cada escolha deve ser bem calculada. Assim, mostramos neste Guia de Compra informações valiosas para que você possa pensar no cofre digital ideal.

mão abrindo cofre digital

Um cofre digital pode ser fundamental para proteger alguns de seus bens mais valiosos. (Fonte: katalinks/ 123RF.com)

O que é o cofre digital?

Numa definição básica, cofres são compartimentos invioláveis de armazenamento, protegidos por um sistema de segurança, uma fechadura, que pode ser aberta pelo detentor de sua chave, senha ou segredo.

Dinheiro, documentos, equipamentos eletrônicos, obras de arte, jóias, objetos familiares, enfim, todos os tipos de bens de valor podem ser protegidos dentro deste produto.

Isso porque o cofre combina um revestimento impenetrável, de chumbo, aço ou concreto, com um fechadura complexa, impedindo tanto arrombamentos como burlamentos.

Numa última instância, pode retardar uma abertura forçada ou entregar uma ação furtiva, ganhando tempo para a resposta policial, entre outros protocolos de segurança.

A funcionalidade do produto tal qual é hoje, no entanto, é resultado de séculos de desenvolvimento. Civilizações antigas como as do Egito, Grécia e Roma já escondiam seus baús, trancados por chaves e cadeados.

foco

Você sabia que somente no século XIX que surgiu o conceito de caixa forte? Os primeiros modelos eram impenetráveis e abertos apenas com a combinação certa, uma senha numérica, inserida por uma roleta marcada de 0 à 99.

O cofre digital, por sua vez, é produto do fim do século XX, mais precisamente da automação desenvolvida durante a Segunda Guerra Mundial, gerando cofres eletrônicos, na verdade.

O termo digital apareceu junto dos computadores, quando teclados numéricos acoplados com microprocessadores tomaram o lugar das roletas nas portas dos cofres.

Assim, apenas a partir da digitação da combinação correta dos números - a senha - que o processador aciona a abertura da fechadura, ao invés de cada número da sequência corresponder a uma “mini-chave”, como nos modelos mecânicos.

Quais as vantagens e desvantagens do cofre digital?

Além de alterações estruturais mínimas, a única distinção do cofre digital para o mecânico é seu sistema de segurança, sua fechadura. Assim, suas vantagens e desvantagens também dizem respeito a esse aspecto.

A começar, a proteção que oferece. Com o teclado numérico, é muito mais difícil deixar “pistas” sobre a sequência correta, contanto que os números sejam digitados em privacidade ou com a visão do teclado obstruída.

Na mesma lógica, ela torna praticamente impossível “quebrar” o código de maneira analógica, como os ladrões de filmes e seus estetoscópios em cofres mecânicos, para dar um exemplo.

Imagem mostra um homem arrombando uma fechadura de uma porta de madeira.

O sistema eletrônico impede arrombamentos antigos e “consagrados”. (Fonte: Anete Lusina from Pexels/ Canva)

Depois, há a praticidade da tecnologia. A abertura do cofre digital é muito rápida, o que é muito útil para escritórios, por exemplo, e a sua demanda de acessar e armazenar documentos com agilidade.

Joias, dinheiro, equipamentos, enfim, tudo o que é valioso, mas de uso regular, é melhor atendido pelo cofre digital. A velocidade da abertura é bastante conveniente também para emergências.

Por fim, há ainda a facilidade para a troca da senha, em caso da perda, esquecimento ou inviabilidade da senha anterior.

Como contraponto, porém, está o fato de seu uso de energia. Isso torna sua manutenção um pouco mais chata, sendo necessário ficar atento com os nível de bateria.

Sua instalação também fica um pouco mais prejudicada, devido às adaptações estruturais necessárias para seu consumo de energia, apesar de que a maioria dos modelos sejam alimentados por pilhas e baterias.

Há também, a possibilidade de que o sistema de segurança seja “hackeado”, já que contém um processador, como todos os computadores. No entanto, se você não é dono de uma multinacional ou uma figura pública de alta patente, é bem pouco provável que seja alvo desse tipo de “ataque”.

Vantagens
  • Abertura rápida e digitação segura
  • Fácil recuperação/ criação de senha
  • “Anti-arrombamento
Desvantagens
  • Instalação mais restrita
  • Manutenção mais difícil/Atenção à bateria
  • SSuscetível à “hackers”

Cofre com visor de LED ou LCD?

Dentro do nicho de mercado dos cofres digitais, há algumas variações, quase todas em relação a seu mecanismo de abertura e principalmente na sua interação com o usuário.

Nesse caso, há os modelos que contam com visores de LCD e, mais recentemente, com luzes de LED. O primeiro é como uma pequena tela, similar à de uma calculadora, enquanto o segundo é uma série de pequenos pontos luminosos.

Apesar de diferentes, os dois têm a mesma função: informar ao usuário das informações relacionadas à digitação, além do estado do próprio cofre. Em outras palavras, avisa se a senha está correta ou não, se a porta está aberta, trancada ou fechada, entre outras, dependendo do modelo.

Quando não há visor, muitas lojas e fabricantes costumam a se referir ao modelo como eletrônico, ao invés de digital.

View this post on Instagram

#Digitalsafe #safe #keypadsafe on Newgylock.com

A post shared by Jack Li (@hotellock2005) on

O que é a biometria e Multi-Lock?

Existem modelos que contam com mais de um mecanismo de abertura, para aumentar a proteção ou ter uma prevenção à possíveis descarregamentos da bateria ou falhas na rede elétrica.

Os chamados cofres digitais Multi-Lock contam, em sua maioria, com o teclado para senha digital e uma fechadura do tipo trancão, isto é, que se abre com chave. As chaves, nesse caso, são mais como uma abertura reserva, mesmo.

Quando, porém, esses cofres contam com um sistema de biometria, o leitor de impressão digital, a segurança é de fato reforçada, já que é um dos sistemas mais seguros disponíveis no mercado.

Imagem mostra uma mão segurando um relógio, entre uma coleção de outros nove relógios.

Objetos de grande valor, como uma coleção de relógios, ficam bem seguros em cofres Multi-Lock. (Fonte: Hugo Filipe/ Pexels)

Cofre embutido ou disfarçado? Qual escolher?

Se existe um problema com o conceito de cofres é que, ao mesmo tempo em que armazena e protege seus bens, ele também chama atenção para eles, pela simples presença de, ora, um cofre.

Por causa disso, quase todo mundo esconde seus cofres, seja dentro de armários, gavetas, atrás da parede... Pensando nessa demanda, fabricantes passaram a produzir modelos desenhados para serem escondidos: os cofres embutidos e os disfarçados.

Eles são modelos que têm a mesma funcionalidade, e, no caso dos digitais, com os mesmos sistemas de segurança. A diferença que contam com um desenho adaptado. No caso dos embutidos, são adaptados para ficar dentro da estrutura de paredes e até de móveis.

No caso dos disfarçados, os cofres tomam a forma de objetos banais e do cotidiano, com um fundo ou uma fachada falsa. Os mais encontrados no mercado são:

  • Relógio
  • Tomada de parede
  • Cama/Sofá
  • Livro
  • Prateleira
  • Piso

Na tabela abaixo, listamos as principais diferenças entre um cofre embutido e um disfarçado.

Embutido Disfarçado
Discrição Média Alta
Vulnerabilidade Baixa Média/Alta, dependendo do objeto pelo qual se disfarça
Praticidade Baixa: requer instalação e pessoal especializado Alta

Quanto custa?

Muito por conta da infinidade de dimensões que o cofre digital pode ter, sua variação de preço é bem grande. Você irá encontrar modelos de qualidade à partir de R$ 100 e pode chegar até os R$ 2000.

Apesar do tamanho ser decisivo, outras características como o material, a resistência das fechaduras e a tecnologia do mecanismo de abertura, quando não mais de um, também influenciam no preço.

Onde comprar?

Você pode encontrar variedades de cofres de qualidade em lojas físicas de casa e construção como a Leroy Merlin, ou mais opções de designs, sem perder em qualidade, em lojas como a Imaginarium.

Se, no entanto, você preferir comprar seu cofre no conforto de sua casa, sem perder em variedade e qualidade, lojas online como a PM Cofres, Amazon, Mercado Livre, além das versões para web das lojas citadas acima, devem prover o que você precisa.

26 de abril de 2020

Critérios de compra: Fatores para escolher o modelo ideal de cofre digital

Listamos a seguir alguns aspectos e características do produto para que possam servir como critérios na hora de escolher o seu modelo de cofre digital ideal.

Vamos, então, detalhar cada um destes critérios, para te dar todas as ferramentas necessárias para fazer a melhor escolha a seu alcance.

O que armazena

Saber qual será o objeto - ou os objetos - a serem armazenados é decisivo para a escolha de seu cofre. Não somente pelo tamanho mínimo que o modelo precisará ter, para tudo caiba da melhor maneira, mas para definir o nível de sua segurança.

Quanto maior o valor agregado a um bem, seja ele financeiro ou sentimental, maior é sua demanda por proteção por parte dos cofres.

No cofre digital, isso quer dizer um revestimento de material mais resistente e mais espesso, maior tecnologia no mecanismo de abertura e até mais fechaduras.

Local do cofre

O local onde ficará o cofre também é uma informação que pode te ajudar muito na hora da compra. Primeiro, para acertar o tamanho máximo de seu modelo, suas dimensões, assim como a compra de qualquer móvel.

Depois, para escolher o tipo de cofre digital mais adequado. Para o escritório da firma, por exemplo, um modelo grande e simples para armazenar os documentos importantes, ou até um embutido numa gaveta, para os pertences pessoais de funcionários.

Já numa sala de estar, é possível esconder de vista os modelos disfarçados como relógios e outros objetos banais, ou mesmo o clássico embutido atrás de um quadro - se bem que esse já não é esconderijo para ninguém.

Chave reserva e Multi-Lock

Atenção às fechaduras dos modelos: elas são outro critério importante para guiar a sua escolha, por tratar tanto da praticidade como a funcionalidade do produto.

Prefira, por exemplo, modelos com uma chave reserva, que podem vir bem a calhar caso a bateria descarregue. Cofres digitais Multi-Lock, que combinam senha eletrônica com abertura por chave ou biometria, também saem na frente, por aumentar a eficiência do sistema de segurança.

 Imagem mostra num plano detalhe um molho de chaves sob um superfície lisa.

A maioria dos cofres digitais contam com chaves de emergência. (Fonte: George Becker from Pexels/ Canva)

Peso e proteção adicional

Outro aspecto a se pensar são as proteções adicionais que os modelos possam oferecer, afinal segurança demais, nesses casos, nunca é demais.

Note, portanto, o peso dos modelos. Quanto mais pesados, mais difíceis de serem movidos ou carregados, e maior sua proteção, que compensam sua instalação mais complicada.

Proteções adicionais, como resistência a fogo, perfurações, balas, entre outros, também são bastante recomendadas.

(Fonte da imagem destacada: stevepb/ Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?