Na foto um chuveiro ligado dentro de um banheiro com azulejos pretos.
Ultima atualização: 19 de julho de 2021

Como escolhemos

18Produtos analisados

18Horas investidas

4Estudos avaliados

88Comentários coletados

Desde que o chuveiro foi inventado ele se tornou a melhor maneira de limpar o corpo e é uma ótima alternativa para aliviar o calor e relaxar após dias cansativos. Com o passar dos anos, surgiram muitos modelos desse produto e é sobre ele que vamos falar hoje.

Atualmente existem chuveiros a gás, elétricos, eletrônicos e que oferecem diferentes recursos, havendo, inclusive, opções que tocam música e emitem luzes. Justamente por isso não é fácil de escolher apenas um desses e para te ajudar nessa tarefa criamos esse artigo.




Primeiro, o mais importante

  • Os tipos de chuveiro mais comuns são os elétricos, eletrônicos, multitemperaturas, a gás e pressurizado.
  • As duchas até podem ser muito parecidas com os chuveiros, mas seu funcionamento é bastante diferente.
  • A potência e a voltagem do chuveiro são dois aspectos muito importantes que devem ser analisados na hora de adquirir esse produto.

Melhores chuveiros: as escolhas da redação

Basta passar em uma loja que comercializa chuveiros para ver dezenas de opções desse produto à venda. Essa vasta gama de modelos confunde qualquer um e é por isso que abaixo fizemos uma seleção com os melhores, confira:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre o chuveiro

Uma das melhores coisas após um dia cansativo é chegar em casa e tomar um banho relaxante. Porém, para isso é necessário ter um chuveiro de qualidade, o que nem sempre é fácil, já que existem muitos aspectos que fazem a diferença nesse produto. Portanto, para que você passe a entender tudo sobre ele, criamos esse guia de compra.

Na foto uma mulher de costas tomando banho.

Os chuveiros permitem tomar banhos confortáveis, relaxantes e com a água na temperatura certa. (Fonte: Armin Rimoldi / Pexels)

Quais são os tipos de chuveiro que existem?

O primeiro chuveiro inventado somente gerava água quente se fosse conectado a um aparelho com funcionamento a gás ou a lenha.

No entanto, depois disso esse produto foi evoluindo muito e atualmente existem diversos tipos de chuveiro que podem ser adquiridos.

Dessa forma, os mais comuns são:

  • Chuveiro elétrico: Esse é o modelo mais popular de todos e alia baixo preço com alta facilidade de instalação. Nele encontra-se uma resistência, que é a responsável por aquecer a água, e para funcionar o aparelho deve ser conectado a rede de energia elétrica.
  • Chuveiro eletrônico: Essa opção também funciona através de energia elétrica, mas oferece a possibilidade de regular gradualmente a temperatura e não gasta tanta energia como o anterior. Por esses motivos esse tipo é um dos mais vendidos hoje em dia.
  • Chuveiro multitemperatura: Esse chuveiro é bastante parecido ao elétrico, mas oferece um maior controle da temperatura da água. Ele é bastante fácil de ajustar, porém sempre que for alterar a sua temperatura é preciso desligá-lo.
  • Chuveiro a gás: Muito comum em prédios com encanamento a gás, esse tipo de chuveiro consegue atingir temperaturas bastante altas, não corre o risco de queimar e funciona mesmo quando não há energia elétrica.
  • Chuveiro híbrido: Esses modelos são bastante versáteis e podem funcionar a gás ou com energia elétrica e solar. Eles oferecem um acionamento elétrico, que ativa até que a água aqueça e depois a sua resistência é desligada e o funcionamento continua através de gás ou energia solar.
  • Chuveiro pressurizado: Indicado para casas no qual a pressão da água é baixa, essa opção consegue aumentar a pressão da água através de um sistema interno ou externo. Porém, nesse caso o gasto com água e energia elétrica é maior.
Muitas pessoas não sabem, mas o chuveiro foi criado por um brasileiro chamado de Francisco Canho, no ano de 1927.

Qual a diferença entre chuveiro e ducha?

Uma outra variação encontrada quando se fala em chuveiro diz respeito as duchas, que possuem a mesma função, mas têm um funcionamento diferente.

As duchas apresentam uma alta vazão de água, mas o aquecimento não está presente no seu interior e sim em um sistema de aquecimento, que pode funcionar através de gás, energia elétrica, energia solar e muito mais.

Por não precisar especificamente funcionar através de energia elétrica, as duchas podem ser instaladas em inúmeros locais, sendo bastante usadas até mesmo em áreas externas, como piscinas e praias.

Já o chuveiro, por sua vez, tem uma menor vazão de água e o aquecimento ocorre no seu interior, o que facilita a sua instalação. Ele é mais indicado para ambientes internos e está disponível em inúmeros modelos.

Na foto uma ducha instalada no meio de algumas árvores.

Diferente dos chuveiros, as duchas podem ser instaladas em áreas externas. (Fonte: Finn Mund / Unsplash)

Chuveiro elétrico ou eletrônico: Qual o melhor?

Desde que os chuveiros eletrônicos surgiram, muitos consumidores se veem na dúvida se eles são melhores do que os tradicionais elétricos.

Para chegar a uma conclusão sobre isso é preciso analisar os detalhes desses dois modelos.

O chuveiro elétrico pode oferecer três ou quatro opções de temperatura e para selecionar qualquer uma delas é preciso que o produto esteja desligado. Assim, evita-se queimar a sua resistência ou tomar algum choque.

Os chuveiros eletrônicos, por sua vez, possuem mais variações de temperatura e permitem o seu ajuste mesmo quando estão ligados.

Esses são ideais para quem quer ter mais possibilidades de aquecimento de água durante o banho e têm maior resistência e durabilidade, pois estragam com menor facilidade do que os elétricos.

Chuveiro elétrico Chuveiro eletrônico
Variações de temperatura Entre 3 e 4 Múltiplas
Ajuste da temperatura da água É preciso desligá-lo para fazer isso Pode ser feito durante o banho
Resistência e durabilidade Média Alta
Valor Custa mais barato É um pouco mais caro

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar os modelos de chuveiro

Agora que você está entendendo tudo sobre o chuveiro, chegou o momento de te ajudarmos a escolher o melhor para a sua casa. Para isso abaixo mostramos tudo o que deve ser analisado na hora de comprar esse produto.

Potência

Para garantir que o chuveiro irá durar e aquecer bem a água é preciso verificar a sua potência, que varia bastante entre os modelos.

As opções mais em conta normalmente possuem menos de 5.400 watts de potência e, por mais que custem menos e economizem energia, acabam queimando com mais facilidade.

Por isso, pensando em durabilidade e maior aquecimento da água, o ideal é investir nos chuveiros a partir de 5.400 watts.

Voltagem

A voltagem dos chuveiros deve ser mais um ponto de atenção a respeito desse item e existem opções 110 ou 220 volts.

É necessário prestar atenção nisso porque caso o chuveiro seja ligado na tensão errada podem ocorrer acidentes e até mesmo queimá-lo logo no primeiro uso.

Além disso, a grande maioria das opções está disponível em duas voltagens e normalmente os modelos 220 volts são mais potentes do que os 110 volts.

Formato e dimensões

Atualmente os chuveiros estão cada vez mais avançados, existindo modelos de diferentes tamanhos, formatos e aparências.

Dessa forma, é possível encontrar para comprar opções redondas, que são as mais tradicionais, ou quadradas, que são bastante modernas.

Com relação ao tamanho, o ideal é adquirir um chuveiro que seja compatível com o tamanho do box. Ou seja, modelos muito pequenos em boxes grandes acabam não ficando bonitos esteticamente e o mesmo vale para a situação contrária.

No entanto, lembre-se que os grandes acabam oferecendo uma saída de água maior, que é a responsável por banhos mais confortáveis.

Na foto um banheiro com armários, banheira, chuveiro e um espelho oval.

O tamanho do chuveiro deve estar de acordo com as dimensões do box. (Fonte: Christa Grover / Pexels)

Instalação

Os chuveiros podem ser instalados na parede ou no teto.

Os modelos de parede são os mais comuns e neles encontra-se um tubo e na ponta desse tubo está o espalhador. A grande vantagem é que a sua instalação é mais simples, pois normalmente a tubulação hidráulica é feita para passar pela parede.

Já os modelos de teto apresentam um visual mais bonito, porém é preciso que a tubulação de água passe por essa região para que possam ser instalados. Por isso, nem sempre é fácil de tê-los em casa.

Tipo de jato de água

O jato de água de um chuveiro é o principal responsável pela experiência de banho do usuário.

Por mais que ainda existam os chuveiros com jato tradicional, existem muitos modelos diferenciados, que oferecem jatos massageadores, lineares, direcionáveis, com efeito cascata e muito mais.

Logo, escolha o que mais te agrada para ter um banho bastante relaxante.

Resumo

O chuveiro é um produto presente na casa da grande maioria das pessoas e oferece banhos quentes e relaxantes.

Nesse artigo respondemos as perguntas mais comuns a respeito desse item e ainda demos todas as dicas para que você escolha o melhor modelo.

Esperamos que tenha gostado e até a próxima!

(Fonte da imagem destacada: benaung / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas