Na foto uma cafeteira italiana ao lado de um livro, uma xícara de café e um tablet em cima da uma mesa.
Ultima atualização: 26 de maio de 2021

Como escolhemos

13Produtos analisados

21Horas investidas

5Estudos avaliados

75Comentários coletados

Seja bem-vindo! O café é uma das paixões dos brasileiros e há quem não comece sem o dia sem antes saborear um delicioso cafezinho. No entanto, existem inúmeras maneiras de preparar essa bebida e uma delas é através da cafeteira italiana, produto sobre o qual vamos falar hoje!

Como o próprio nome diz, a cafeteira italiana tem origem na Itália, apresenta um funcionamento diferente do que estamos acostumados e cria um café parecido com o expresso. Portanto, se quiser saber mais sobre esse modelo continue lendo!




O mais importante

  • A cafeteira italiana é capaz de preparar um café parecido com o expresso, que conta com um sabor ressaltado e é bastante encorpado.
  • O pó utilizado nesse produto deve ter uma moagem média ou grossa.
  • Existem modelos elétricos ou a gás, sendo que as opções de cafeteira italiana a gás são as mais tradicionais.

Cafeteiras italianas: nossa recomendação dos melhores produtos

Por ser um produto relativamente diferente, não é fácil de escolher uma cafeteira italiana. Porém, não se preocupe, pois abaixo fizemos uma lista com os melhores modelos, confira.

Guia de compra: o que você precisa saber sobre cafeteiras italianas

Para conseguir usar a cafeteira italiana para fazer deliciosos cafés é preciso entender a fundo todos os detalhes sobre ela. Por isso, reunimos nesse guia de compra as perguntas mais comuns a respeito desse produto.

Na foto um homem e uma mulher em pé em uma cozinha tomando café ao lado de uma mesa com alimentos de café da manhã.

Com a cafeteira italiana é possível preparar cafés muito saborosos parecidos com o expresso. (Fonte: Jack Sparrow/ Pexels)

Como funciona uma cafeteira italiana?

Também conhecida como Moka, a cafeteira italiana ainda é um produto que gera bastante curiosidade nos brasileiros.

Esse modelo surgiu em 1933, quando foi produzido em alumínio com um design octagonal que se mantém até hoje e é a sua marca registrada.

O grande diferencial da cafeteira italiana é que ela extrai o café através da pressão gerada pelo vapor da água. Para isso nela encontram-se dois compartimentos e o pó de café fica entre eles em uma peça de metal cheia de furos pequenos.

No compartimento debaixo é colocada a água, que irá entrar em contato direto com o calor do fogo, e no de cima há um pequeno tubo com dois orifícios.

Dessa forma, quando a água ferve ela sobe e entra em contato com o pó extraindo o café. No entanto, o pó não conseguirá passar para o compartimento superior, somente a água misturada com o café.

A partir disso, consegue-se criar um café que lembra o expresso, muito forte, encorpado e saboroso.

A cafeteira italiana foi inventada por Luigi De Ponti para Alfonso Bialetti, que fundou a empresa Bialetti, responsável por produzir as cafeteiras italianas mais famosas do mundo. Esse primeiro modelo foi chamado de "Moka Express".

Qual tipo de pó usar na cafeteira italiana?

Diversos tipos de pó de café podem ser utilizados na cafeteira italiana.

Os pós com moagem grossa ou média são os mais indicados para esse produto, pois fazem com que a água passe sobre eles com maior facilidade. Inclusive, deve-se evitar os pós finos porque podem entupir o filtro.

Também é interessante utilizar café especiais ou 100% arábica, que irão ficar com um sabor muito diferenciado.

Porém, não é somente o pó que será responsável pela qualidade da bebida feita na cafeteira italiana. A água também faz toda a diferença e o ideal é utilizar água mineral ou filtrada, que consegue ressaltar o sabor do café.

Como fazer um bom café na cafeteira italiana?

Não é difícil de utilizar uma cafeteira italiana e esse é um processo bastante simples.

O primeiro passo consiste em montar o produto corretamente. Com isso, deve-se colocar a água na sua base, sempre deixando abaixo da válvula de segurança. Em seguida, deve-se encaixar o filtro, colocar o pó no filtro e rosquear a parte superior.

Na hora de inserir o pó uma sugestão é a de usar 7 gramas de café para cada 100 ml de água e no momento de colocá-lo na cafeteira não deve-se amassá-lo sobre o filtro.

Depois de estar com a cafeteira montada basta levá-la ao fogo baixo até que a água ferva e através do vapor consiga subir até o pó.

Nesse momento deve-se sempre ficar supervisionando até que o café apareça na parte superior do produto. Quando ele aparecer significa que está pronto para consumo.

Na foto uma pessoa colocando café em um xícara segurando uma cafeteira italiana.

A cafeteira italiana é fácil de usar e prepara o café rapidamente. (Fonte: Free-Photos/ Pixabay)

Quais são as vantagens da cafeteira italiana?

A cafeteira italiana reúne uma série de vantagens. Esse é um tipo de cafeteira fácil de usar e que consegue preparar cafés rapidamente.

Outro ponto positivo é que a bebida feita nela sai muito quente e com uma apresentação bastante parecida a dos café expressos feitos em máquinas.

Vale a pena destacar também que graças ao seu funcionamento a cafeteira italiana realça o sabor do pó. Deste modo, se tem um café encorpado e com gosto diferenciado.

Além disso, para usar essa cafeteira não é preciso investir em cápsulas e nem filtros, o que gera uma economia a longo prazo.

Vantagens
  • Prepara um café encorpado e com sabor diferenciado
  • É fácil de usar
  • Deixa o café pronto rapidamente
  • Não requer a compra de cápsulas e filtros
Desvantagens
  • É preciso acompanhar todo o preparo do café para ele não queimar
  • Tem valor um pouco alto

Critérios de compra: Como comparar os modelos de cafeteira italiana

Se você está interessado em adquirir uma cafeteira italiana, mas não sabe qual escolher, saiba que chegou o momento de te ajudarmos com isso. Portanto, conheça abaixo todos os critérios de compra que devem ser analisados sobre esse produto.

Capacidade

A cafeteira italiana é produzida em diferentes tamanhos, o que faz com que apresente variadas capacidades. Isso quer dizer que existem opções que conseguem preparar mais ou menos café de uma vez só.

Dessa forma, saiba que é possível encontrar modelos que preparam a partir de 100 ml de café e outros que podem chegar a até 1.500 ml, em média.

Para pessoas que moram sozinhas ou casais indicam os produtos menores, com capacidade de até 200 ml. Esses preparam o café mais rápido e dificilmente será feita uma quantidade maior de bebida do que o necessário.

No entanto, para locais onde há um número maior de pessoas deve-se investir nas cafeteiras maiores.

Elétrica ou a gás

Por mais que a cafeteira italiana a gás seja a mais tradicional, já existem modelos elétricos desse produto.

As opções a gás são as mais comuns e criam uma experiência de uso totalmente diferenciada. Elas têm a vantagem de poderem ser usadas até em locais onde não tem energia elétrica e há quem diga que o sabor do café feito nelas é diferente.

Já os modelos elétricos são mais fáceis de usar, pois neles não há risco do café queimar e nem é preciso fiscalizar todo o processo de preparação da bebida.

Outro diferencial é que algumas cafeteiras italianas elétricas conseguem manter o café quente por mais tempo se a sua base ficar ligada na tomada. O ponto negativo é que elas não poderão ser utilizadas caso não tenha energia.

Material

O material utilizado na produção da cafeteira italiana faz toda a diferença na sua durabilidade e qualidade.

O primeiro modelo inventado foi feito em alumínio, que é uma matéria-prima de ótima qualidade, que não enferruja e apresenta ótimo custo benefício.

Por outro lado, existem também opções feitas em aço inox, que é um material considerado superior. O inox apresenta uma excelente durabilidade, boa aparência e dificilmente ficará manchado ou estragará. Porém, as cafeteira italianas feitas com ele são mais caras.

Na foto uma xícara com café e uma cafeteira italiana ao fundo.

A cafeteira italiana pode ser feita em aço inox ou alumínio. (Fonte: fancycrave1/ Pixabay)

Recursos de segurança

Para evitar acidentes durante o preparo de café na cafeteira italiana é preciso verificar quais são os recursos de segurança presentes nos modelos disponíveis.

Sobre isso, vale saber que existem opções que contam com puxados antitérmico, que não esquentam e evitam queimaduras. Outras apresentam uma válvula que mantém a tampa fechada evitando derramamentos e assim por diante.

Então, sempre dê prioridade para as cafeteira que prezam por maior segurança.

Resumo

A cafeteira italiana não somente consegue preparar um café saboroso, como também é capaz de proporcionar uma experiência toda diferenciada durante o seu uso.

Por isso, nesse artigo reunimos as informações mais importantes para quem está buscando por uma dessas e ainda te ajudamos a escolher o modelo ideal.

Obrigado pela visita e até a próxima!

(Fonte da imagem destacada: kaboompics/ Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas